Paris: Renault Alaskan estreia para o público europeu e chega ao Brasil em 2018

Depois de estrear mundialmente na Colômbia ainda em junho, a picape Alaskan, da Renault, aparece pela primeira vez para o público da Europa. Destaque da marca no Salão de Paris, o modelo é uma aposta de peso para ampliar participação em mercados apreciadores de camionetes - incluindo países da América do Sul, Ásia, África e Oceania. Para a Europa, a produção será concentrada em Barcelona, na Espanha, junto com a Nissan Frontier e a Mercedes-Benz GLT. Já para o Brasil o modelo virá da Argentina, assim como as irmãs derivadas do mesmo projeto.
Paris: Renault Alaskan estreia para o público europeu e chega ao Brasil em 2018
Derivada da plataforma da Frontier, a Alaskan chegará ao mercado com capacidade de carga na caçamba de 1 tonelada e 3,5 toneladas para reboque. A gama de motores será composta por blocos 2.3 turbodiesel e 2.5 quatro cilindros a gasolina associados a câmbios manual de seis marchas ou automático. A suspensão, como no modelo Nissan, é do tipo multilink de cinco braços, com opção de tração 4×2, 4×4 e 4×4 reduzida. A altura de rodagem chega a 23 centímetros.
Paris: Renault Alaskan estreia para o público europeu e chega ao Brasil em 2018
Na Argentina, a Alaskan (junto com as duas irmãs) será produzida em Santa Isabel, no mesmo complexo industrial onde hoje a Renault produz o Fluence e o Kangoo. A operação, fruto de um acordo firmado entre Renault, Nissan e Mercedes, consumirá mais de 600 milhões de dólares em investimentos. A planta terá capacidade para fabricar anualmente 70 mil unidades e 70% desse volume serão destinados à exportação – principalmente Brasil e Colômbia. Galeria Renault Alaskan: Fotos: Daniel Messeder, de Paris Viagem a convite da Anfavea 

Seja parte de algo grande