Alemanha planeja proibir vendas de carros a combustão até 2030

Apesar de ser um dos países mais tradicionais na produção de automóveis, a Alemanha quer proibir a comercialização de carros alimentados por motores a combustão nos próximos anos. De acordo com reportagem do jornal Der Siegel, o Bundesrat (espécie de parlamento alemão) está discutindo um projeto que visa banir o emplacamento de veículos tradicionais no país a partir de 2030, fazendo valer o termos do Acordo de Paris. O objetivo é reduzir a emissão de gases poluentes e atenuar os efeitos do aquecimento global.
Alemanha planeja proibir vendas de carros a combustão até 2030
A medida vem sendo encarada com receio por algumas autoridades, tendo em vista a gravidade dos impactos causados à economia alemã, incluindo perda de empregos, redução do PIB, mudanças drásticas na cadeia produtiva, etc. A efeito de comparação, a produção de um motor elétrico demanda apenas um décimo da mão de obra necessária para fabricar um propulsor equivalente movido a combustão. Há, portanto, muito espaço para discussão e revisão de alguns pontos. "Se levarmos em conta o Acordo de Paris, nenhum carro movido a combustão interna deve ser permitido nas ruas após 2030”, afirma um porta-voz da chamada Câmara Alta. Com base neste acordo, a Alemanha terá de reduzir suas emissões de CO2 em 95% até 2050. Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande