Venezuela em colapso tem apenas 253 emplacamentos e 95% de domínio da Ford

"Colapso" talvez seja a palavra que mais se aproxima da realidade vivida atualmente pelo mercado de carros da Venezuela. Com a economia em frangalhos (a inflação por lá é a maior do mundo), o país viu os emplacamentos de carros novos praticamente entrar em extinção, a ponto de no último mês de maio terem sido vendidas apenas 253 unidades. Na comparação com igual período do ano passado (quando a situação já era precária) os números representam queda de significativos 84%.
Venezuela em colapso tem apenas 253 emplacamentos e 95% de domínio da Ford
Curiosamente, a Ford foi a marca que, de longe, mais vendeu. Do total comercializado, 240 unidades foram de modelos da marca, o que representa participação de 94,9%. Entre eles, destaque para os SUVs Explorer e EcoSport (importado do Brasil), além das picapes F-250 e F-350, e do compacto New Fiesta (também brasileiro). Demais emplacamentos correspondem a alguns modelos da Mitsubishi (Lancer e Pajero, lá chamado de Montero) e dois carros da Audi, um Q5 e um A3.
Venezuela em colapso tem apenas 253 emplacamentos e 95% de domínio da Ford

Tempos áureos

Apesar de viver um verdadeiro colapso hoje, o mercado de carros da Venezuela já foi próspero num passado recente. Com um dos preços mais baixos do mundo para a gasolina, o país era fiel comprador de carros de grande porte como Ford Explorer, Jeep Grand Cherokee e picapes grandes da Série F da Ford. Não por acaso, chegou a ter o terceiro setor automobilístico mais desenvolvido da América do Sul (atrás apenas do Brasil e da Argentina), tendo operações de montagem local bem estabelecidas das marcas Toyota, Ford, General Motors, Mitsubishi e FCA. Mais vendidos Venezuela em maio:
  1. Ford Explorer 89
  2. Ford Ecosport 53
  3. Ford F-250 32
  4. Ford Fiesta 28 F
  5. Ford F-350 24
  6. Ford Cargo 1721 12
  7. Mack Granite 7
  8. Mitsubishi Montero Sport 3
  9. Ford Cargo 815 2
  10. Mitsubishi Lancer 1
  11. Audi A3 1
  12. Audi Q5 1

Seja parte de algo grande

Venezuela em colapso tem apenas 253 emplacamentos e 95% de domínio da Ford

Foto de: Dyogo Fagundes