De volta à economia global, Irã terá produção local do Peugeot 2008 e 208 em 2017

O grupo PSA Peugeot-Citroën e a Iran Khodro anunciaram nesta semana a formação de uma parceria para operações fabris no Irã. Conforme explicado pelas empresas, será criada uma joint-venture (a exemplo do que acontece com frequência na China) e estabelecida uma base produtiva em Teerã, capital do país.
De volta à economia global, Irã terá produção local do Peugeot 2008 e 208 em 2017
A meta é fabricar localmente três modelos (o compacto 208, o SUV 2008 e o sedã 301) e atender não somente o mercado interno, mas também montar uma plataforma de exportação. Leia também: Peugeot: investimento de US$ 436 milhões para voltar a produzir no Irã Volkswagen avalia retorno ao Irã após acordo nuclear com Ocidente Chevrolet é banida do Irã após líder supremo criticar importações americanas
De volta à economia global, Irã terá produção local do Peugeot 2008 e 208 em 2017
O cronograma prevê que as primeiras unidades saiam das linhas de montagem a partir da segunda metade de 2017. Ao todo 400 milhões de euros serão consumidos pelo projeto, com cada empresa investindo a metade. O Irã, vale lembrar, tem grande gosto pelos modelos franceses, sendo a Peugeot e a Iran Khodro parceiras de longa data. Após a suspensão de sansões econômicas por parte da União Europeia, o país também tende a se abrir economicamente nos próximos anos e diversas marcas já cresceram o olho no mercado local. Previsões apontam que em 2022 2 milhões de carros serão vendido por lá. Fotos: Divulgação

Seja parte de algo grande

De volta à economia global, Irã terá produção local do Peugeot 2008 e 208 em 2017

Foto de: Dyogo Fagundes