Com estoques em alta, Chery deve suspender produção no Brasil por até cinco meses

O momento delicado pelo qual passa o mercado brasileiro deve comprometer seriamente as operações da Chery em Jacareí, no interior de São Paulo. Conforme explica o jornal Valor Econômico, a marca conta atualmente com um elevado número de carros em estoque e deve paralisar todas as atividades produtivas no país para evitar problemas futuros. A previsão é de que a fábrica suspenda o ritmo de montagem por até cinco meses - período necessário para desovar as unidades estocadas.
Com estoques em alta, Chery deve suspender produção no Brasil por até cinco meses
A paralisação ocorrerá por meio de layoff, de modo que os 180 funcionários terão os contratos de trabalho suspensos pelo referidos cinco meses (máximo tempo permitido pela legislação trabalhista). A medida valerá a partir do dia 4 de julho. Durante este período, a Chery aproveitará para preparar as linhas de montagem para receber a produção da nova geração do SUV Tiggo, prometido para o ano que vem. A fábrica, inaugurada em 2015, tem capacidade para produzir anualmente 50 mil unidades, mas opera com apenas 10% desse volume.

Seja parte de algo grande