Desafio Honda CrossOver: como um piloto de motocross se sai no rali? E vice-versa!

Cada um na sua praia, mas com alguma coisa em comum. Entre as diversas modalidades de esportes que se pode praticar em cima de uma moto, destacam-se a motovelocidade, o motocross e o rali. Motos específicas, equipamentos apropriados, técnicas diferentes e emoções diversas. Mas o que acontece quando levamos um piloto de pista para um circuito de terra com obstáculos? E quando um piloto de rali vai para o autódromo? É o que a Websérie Desafio Honda CrossOver mostra ao desafiar os pilotos oficiais da Equipe Honda a acelerarem em outras categorias. Você pode até achar que motocross e rali são semelhantes, mas a coisa é realmente diferente. No quarto episódio, João Pedro Ribeiro, piloto oficial de Motocross da Honda, logo percebe que não fácil encarar uma trilha com a Honda CRF 450X equipada com todos os aparatos de rali – instrumentos de navegação, tanque de combustível duplo e até repositório de água potável dentro da balança traseira, indício de que a situação pode complicar no meio do caminho. Vale muito a pena conferir o espanto e como ele reagiu ao sair de sua praia neste episódio: https://www.youtube.com/watch?v=ZzNWB3uGAmM No quinto episódio, o pessoal do motocross deu o troco nos pilotos de rali. Tunico Maciel teve que encarar os saltos, curvas fechadas e muita lama. Quem o recepcionou foi nada menos do que Paulo Alberto, campeão brasileiro do Arena Cross que o apresentou a CRF 450. Com uma moto sem farol, nem planilha e bem mais leve, como será que ele saiu? Podemos adiantar que, além das belas imagens, há várias situações engraçadas. Vale muito a pena dar uma conferida neste vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=EeIJDByiUYw Quando trocam de modalidade, os pilotos sentem na pele as diferenças. Posicionamento do corpo, técnicas de pilotagem, inclinação nas curvas, nos saltos – tudo isso muda bastante da trilha para a lama. Até mesmo o capacete é diferente entre as modalidades. As motos, então, todas elas diversas em peso, , rodas, pneus, freios… A série em sete capítulos foi gravada no autódromo Vello Città, na Serra da Canastra e numa pista off-road, e incluiu a participação dos pilotos José Luiz Cachorrão, Gregório Caselani, Diego Faustino, João Pedro Ribeiro, Hector Assunção e Tunico Maciel. Tudo num clima de amizade e descontração. Veja também os outros episódios no canal da Honda (acesse aqui).

Seja parte de algo grande