Volvo Série 140: 1º sucesso internacional da marca comemora o 50º aniversário

O primeiro carro da Volvo a atingir mais de 1 milhão de unidades produzidas completou 50 anos da data de lançamento. Um dos modelos mais emblemáticos da marca, o Volvo 144 chegou a diversos mercados e se destacou por muitas inovações, com destaque para o conforto e, principalmente, segurança.
Volvo Série 140: 1º sucesso internacional da marca comemora o 50º aniversário
Apresentado no dia 17 de agosto de 1966 para quase 400 jornalistas em Gotemburgo, o modelo também era revelado de forma simultânea nas cidades de Oslo (Noruega), Copenhague (Dinamarca) e Helsinque (Finlândia). Iniciado em 1960, o projeto tinha como diretrizes básicas superar em tamanho e espaço o seu antecessor (Amazon) e cumprir as exigências rígidas de segurança, uma tradição da marca desde o início, além de transportar quatro ou cinco pessoas com conforto.
Volvo Série 140: 1º sucesso internacional da marca comemora o 50º aniversário
O sedã 144 foi o 1º modelo da série Um dado interessante da Série 140, é que a Volvo passou a adotar um padrão de nomenclatura onde o primeiro dígito designava a série do modelo, o segundo dígito o número de cilindros e o terceiro dígito, o número de portas. Na sequência do 144 foram lançados os modelos 142 (1967) e 145 (1968). A série deu origem ainda ao 164, que compartilhava diversos componentes com a série 140, mas a distância entre-eixos foi ampliada em 10 cm e a frente ficou mais comprida para acomodar o motor B30, de seis cilindros em linha.
Volvo Série 140: 1º sucesso internacional da marca comemora o 50º aniversário
Criado pelo designer-chefe Jan Wilsgaard, também responsável pelo Amazon, o novo projeto trazia elementos de design do antecessor e se destacava pelos avanços em segurança ativa e passiva, como chassi mais resistente à torção e equipado com zonas de deformação. Diferente do que ocorre com os fabricantes na maioria dos mercados, a marca sueca ia além do obrigatório que a legislação exigia, tendo a segurança como principal pilar no desenvolvimento dos seus carros. Os freios eram a disco nas quatro rodas (em um projeto de 1960!) com circuitos hidráulicos duplos dianteiros e ainda traziam válvulas redutoras para evitar que as rodas travassem durante uma frenagem muito forte. Coluna de direção deformável e painel com estrutura de proteção contra colisão eram outros destaques.
Volvo Série 140: 1º sucesso internacional da marca comemora o 50º aniversário
Volvo 145: a espaçosa perua com 4,64 metros de comprimento E as inovações não pararam por aí. Nos anos seguintes o Série 140 receberia como itens de série bancos com encostos de cabeça, cintos de segurança retratáveis e alertas para atar o cinto de segurança. Com configuração de tração traseira, o 140 foi lançado com o motor 1.8 quatro cilindros do antecessor, mas logo receberia um 2.0 litros com 82 cv (100 cv com carburador duplo). A partir de 1971, estavam disponíveis versões com injeção eletrônica e 120 cv de potência. Encerrada em 1974, a montagem do Série 140 (142, 144 e 145) havia produzido 1.251.371 automóveis, a primeira linha da marca sueca a superar esse patamar, e foi importante para consolidar a importância da Volvo como marca global. O modelo clássico foi substituído pelo Volvo 240, que ficou no mercado até 1993 com sucesso ainda maior. Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande