Karma Revero: longe dos incêndios, antigo Fisker renasce com um novo nome

Em 2008, o Salão de Detroit conheceu um curioso sedã de uma marca recém fundada. O Fisker Karma, que se tornou realidade em 2011, era equipado com dois motores elétricos, instalados nas rodas traseiras, que geravam 238 cv de potência alimentados por uma bateria recarregável em tomadas (plug-in) e, que em modo Sport, ainda recebia auxilio de um motor à combustão 2.0 turbo com injeção direta de 263 cv fornecido pela Chevrolet, o Ecotec.
Karma Revero: longe dos incêndios, antigo Fisker renasce com um novo nome
Depois de seguidos casos de incêndios, o Karma acabou saindo de linha em 2012. A marca foi comprada por uma empresa chinesa, Wanxiang, e reaparece em seu site oficial com a nova geração do sedã, agora chamado de Karma Revero.
Karma Revero: longe dos incêndios, antigo Fisker renasce com um novo nome
O nome Fisker fica de lado, mas o desenho original não. O Revero apenas ostenta novas logomarcas, estas pintadas à mão, com inspiração em Netuno cobrindo o Sol, e na grade em forma de colmeia. Mais detalhes ainda não foram revelados (o que acontecerá em 8 de setembro, em Laguna Beach), mas é esperado ao menos um novo projeto do chicote elétrico, o grande vilão dos incêndios no passado. Novo acabamento interno, em couro, e central multimídia, outra crítica do Fisker, foi revista para ser mais intuitiva. O teto panorâmico foi mantido, inclusive como fonte de energia para as baterias.

Seja parte de algo grande