Ele é considerado o mais rápido e poderoso sedã do planeta

A FCA chegou a ter como certa a importação do impetuoso Charger Hellcat, de 717 cv, para o Brasil neste segundo semestre de 2016. A alta do dólar seguida pela crise, porém, arrefeceu os planos. Mas ao que parece a marca não desistiu da idéia: o sedã mais potente do mundo será uma das estrelas da FCA no Salão do Automóvel, que acontecerá entre os dias 10 e 20 de novembro no São Paulo Expo.

Considerado o mais rápido e poderoso sedã do planeta, o modelo traz sob o capô o mesmo motor Hemi 6.2 V8 que equipa a versão homônima do cupê Challenger. Ao todo são 717 cv de potência e 89,8 kgfm de torque máximo, números suficientes para lançar o Charger de 0 a 100 km/h em apenas 3,7 segundos e fazê-lo atingir 328 km/h de velocidade máxima.

Além da mecânica, o Charger Hellcat se diferencia pelo visual. A agressividade, condizente com a proposta e a motorização, pode ser vista na dianteira com para-choque remodelado, capô com entrada de ar, grade redesenhada e faróis com iluminação por LEDs. Laterais incorporam rodas aro 20" calçadas com pneus Pirelli P Zero, enquanto a traseira chama atenção por detalhes como aerofólio, spoiler, sistema de escape duplo e novo para-choque.

O interior também traz novidades, incluindo bancos revestidos em couro com aquecimento e resfriamento, volante exclusivo com base achatada, quadro de instrumentos digital, aparelho de som da Harmon Kardon com 18 alto-falantes, e sistema de entretenimento Uconnect com tela de 8,4 polegadas, entre outros mimos. Há ainda detalhes em vermelho, revestimento no painel imitando fibra de carbono e costuras especiais nos bancos e painéis das portas. Se vier em 2017, deverá ter preço entre R$ 500 mil e R$ 600 mil, para ser vendido em poucas e exclusivas unidades.

Seja parte de algo grande