GM mostra sedã que vai dar origem aos novos Insignia e Commodore

GM mostra sedã que vai dar origem aos novos Insignia e Commodore
Com estreia global programada para março do ano que vem, a nova geração do Opel Insignia aos poucos vai se tornando conhecida. Nesta semana, a General Motors permitiu que algumas publicações europeias testassem a novidade e a britânica Autocar foi uma das primeiras a publicar as impressões iniciais. Vale lembrar ainda que este mesmo modelo vai dar origem ao próximo Holden Commodore, sucedendo (ainda que indiretamente) o sedã que é característico do mercado australiano.
GM mostra sedã que vai dar origem aos novos Insignia e Commodore
Maior e mais espaçoso, o novo Insignia (rebatizado de Insignia Grand Sport) vai crescer 5,5 centímetros no comprimento e consideráveis 9,2 cm no entre-eixos. Apesar do novo porte, a Opel garante que o modelo será 175 kg mais leve que o atual, com ganhos em eficiência energética e na redução de emissões. Sob o capô, terá motores 1.5 turbo (evolução do 1.4 turbo atual) com 165 cavalos e 2.0 turbo com potência próxima das 250 cv. O câmbio poderá ser manual de seis marchas ou automático de oito.
GM mostra sedã que vai dar origem aos novos Insignia e Commodore
No caso do Commodore (que originou nosso Chevrolet Omega), o principal questionamento vai para a perda da tração traseira - os fãs mais puristas temem redução na pegada esportiva que sempre foi marca registrada do modelo. Por outro lado, a plataforma garantirá mais eficiência e a Holden fala em pelo menos 200 kg ou 300 kg a menos no peso final. Debaixo do capô, haverá motores 3.6 V6 com mais de 300 cv e 2.0 quatro-cilindros, ambos a gasolina. Galeria Opel Insignia/Holden Commodore: Fotos: Reprodução

Seja parte de algo grande

GM mostra sedã que vai dar origem aos novos Insignia e Commodore

Foto de: Dyogo Fagundes