Cupê poderoso é estrela da marca

Versão mais endiabrada do esportivo Challenger, da Dodge, a variante Hellcat acaba de ter presença confirmada na edição deste ano do Salão do Automóvel de São Paulo. Estrela no estande da FCA ao lado do primo Charger (a ser exposto também em versão Hellcat), o modelo chama atenção pelo motor 6.2 V8 a gasolina sobrealimentado por compressor capaz de desenvolver 717 cavalos de potência a 6.200 rpm e 89,8 kgfm de torque máximo a 4.800 giros.

Dados de fábrica apontam aceleração de 0 a 96 km/h (60 mph) em 3,5 segundos e velocidade máxima de 320 km/h. No mercado norte-americano o câmbio pode ser manual de seis velocidades ou automático de oito marchas. Entre os equipamentos, destaque para freios Brembo de 15,4″ e suspensão com três ajustes: Track, Sport e Street. O conjunto rende ao modelo o título de muscle car mais potente do mundo, à frente do rivais Chevrolet Camaro e Ford Mustang.

Apesar da aparição no Brasil, o Challenger de vir apenas de passagem, uma vez que não há planos para importação oficial. Para ter um exemplar por aqui é preciso recorrer à importadores independentes, que oferecem o modelo pelo preço de R$ 799 mil.

Seja parte de algo grande