Salão de SP: Chery apresenta o Tiggo 2, que será nacional em 2017

Principal atração da Chery para o Salão do Automóvel, o inédito Tiggo 2 foi apresentado para o público nesta quarta-feira (9). Construído sobre a mesma plataforma do Celer, o SUV compacto é peça-chave de uma nova estratégia que tem por objetivo "salvar" a marca no país.
Salão de SP: Chery apresenta o Tiggo 2, que será nacional em 2017
Depois de investir US$ 430 milhões para a construção de sua fábrica em Jacareí, no interior de São Paulo, a Chery enfrentou diversas dificuldades nesses dois anos de atividade no Brasil. De uma greve logo no início de suas operações à queda na demanda por carros de entrada, antigo foco da Chery, com o Celer e o QQ, houve quem apostasse em sua saída do mercado brasileiro. Mas a Chery deu uma guinada em sua estratégia, focando nos SUVs. Com o ajuste nos planos, a linha de produção irá produzir 20.000 unidades/ano, 20% do que a empresa estimava produzir inicialmente.
Salão de SP: Chery apresenta o Tiggo 2, que será nacional em 2017
Destaque do estande da marca, o novo Chery Tiggo 2 foi revelado no começo do ano no Salão de Pequim. Por lá, ele é chamado de Tiggo 3X. O utilitário compacto será o terceiro modelo a ser produzido na fábrica da Chery em Jacareí (SP), ao lado de New QQ e Celer.
Salão de SP: Chery apresenta o Tiggo 2, que será nacional em 2017
Seguindo uma estratégia semelhante à utilizada pela Honda com o WR-V, o modelo vai concorrer na base dos SUVs, enfrentando os hatchbacks “aventureiros” como CrossFox e Sandero Stepway, bem como as versões de entrada de EcoSport, HR-V e Renegade, entre outros.
Salão de SP: Chery apresenta o Tiggo 2, que será nacional em 2017
Equipado com o mesmo conjunto mecânico do Celer, o motor 1.5 16V virá com câmbio manual de cinco marchas. O Tiggo 2 começa a ser vendido no primeiro semestre de 2017.   Fotos: Donizetti Castilho

Seja parte de algo grande