Sétima geração do hatch será maior e mais refinada

Estas são as melhores fotos da nova geração do Ford Fiesta obtidas até o momento. E, pelo que é possível observar, o compacto vai seguir muito das linhas do atual Focus, em especial na dianteira. O hatch ficará maior e mais esportivo, trazendo nariz mais angulado e para-choque com recortes vincados. Atrás, a mudança mais efetiva: as lanternas serão horizontais e invadirão a tampa do porta-malas, deixando de subir pelas colunas.

O maior porte do Fiesta é uma das apostas para se distanciar do Ka e assumir de vez como "compacto premium" da Ford, lembrando que o mercado europeu agora conta também com o popular brasileiro, vendido por lá como Ka+. Além disso, a carroceria mais longa e com maior distância entre-eixos visa ampliar o espaço interno, um tanto acanhado no banco traseiro da atual geração.

Na gama de motores, o Fiesta deverá usar apenas unidades turbo na Europa, sendo o 1.0 EcoBoost em diferentes versões de potência e o 1.6 EcoBoost no esportivo ST. Há a expectativa também de que o câmbio Powershift de dupla embreagem seja substituído por uma caixa automática com conversor de torque, como já aconteceu em algumas versões do Focus nos Estados Unidos.

Flagra: Novo Ford Fiesta 2017 é pego com menos camuflagem pela primeira vez

Internamente, o Fiesta será mais refinado no acabamento, recebendo maior quantidade de materiais de toque macio no painel e pontos de contato com os ocupantes. Também haverá novos equipamentos de segurança e conectividade, como a central multimídia Sync 3, por exemplo.

A previsão é de que a Ford apresente o Fiesta de sexta geração na Europa no começo de 2017. No Brasil ainda não há data certa parasua chegada, mas uma característica que facilita o processo é a manutenção da plataforma atual Global B. Vale lembrar que, desde a estreia do novo Ka, a vendas do Fiesta vêm caindo acentuadamente.

Fotos: Motor1 Global/Automedia

Seja parte de algo grande