Projeção é produzir 7 milhões de veículos com esta plataforma até 2018

Lançada em 2012 junto com a terceira geração do Audi A3, a plataforma modular MQB (Modularer Querbaukasten) terá vida longa dentro do grupo Volkswagen.

Em entrevista concedida ao jornal alemão Boersen-Zeitung, o chefão Herbert Diess declarou que a arquitetura seguirá sendo usada pelo modelos da empresa por pelo menos mais duas gerações. Na concepção do executivo, a base tem substância técnica suficiente para ser aproveitada nos próximos anos sem necessidade de maiores investimentos.

 

Volkswagen: plataforma MQB deve durar pelo menos mais duas gerações

 

"Nos últimos meses, trabalhamos no lado dos custos da MQB e fizemos progressos significativos", disse Diess. Embora tenha consumido pesados investimentos durante o desenvolvimento, a arquitetura foi projetada para amortizar os gastos com o passar dos anos e a confirmação de seu uso prolongado deve render uma considerável encomia para a marca.

Não custa lembrar, a empresa tem reservado significativas quantias para arcar com as consequências do escândalo do dieselgate.

 

Volkswagen: plataforma MQB deve durar pelo menos mais duas gerações

 

Atualmente, a MQB é usada pelo modelos VW Golf, Passat e Tiguan, pelos Audi A3 e Q2, e pelos Skoda Octavia e Superb. O mais recente lançamento baseado na plataforma é o SUV Atlas. Em 2014, 2 milhões de unidades foram produzidas sobre esta base. Para 2018, a projeção é chegar a 7 milhões de exemplares.

Seja parte de algo grande