SUV também tem novos equipamentos e interior diferenciado

Além de fazer a estreia mundial do WR-V, aventureiro compacto baseado no Fit, a Honda também anunciou durante o Salão do Automóvel o lançamento do inédito HR-V Touring. Futura versão de topo do líder de vendas do segmento, a variante estreia em março de 2017.

Criado para ser a versão mais equipada do HR-V, o modelo Touring se diferencia na parte externa pelos novos faróis em LED com luzes diurnas de rodagem (DLR), enquanto as lanternas recebem LEDs e nova disposição de luzes – o mesmo conjunto óptico usado nos modelos europeu e japonês.

No interior, os diferenciais ficam por conta de acabamentos cromados nas portas e novos itens como sensores de chuva e de estacionamento traseiro, retrovisor interno fotocromático e airbags laterais do tipo cortina.

Mecanicamente nada muda, ou seja, a versão mais refinada segue com o conjunto formado pelo motor 1.8 i-VTEC Flex de até 140 cv e 17,4 kgfm de torque a 4.800 rpm com etanol. O câmbio é o automático do tipo CVT com sete “marchas virtuais” e paddle shifts no volante para trocas manuais.

Ainda sem preço divulgado, o HR-V Touring será posicionado um pouco acima do modelo EXL, que atualmente custa R$ 101.400.

HR-V foi mal no teste dos faróis

Realizado em julho deste ano pelo IIHS (Insurance Institute for Highway Safety), órgão independente que avalia a segurança dos veículos vendidos nos Estados Unidos, o teste de eficiência dos faróis com os SUVs compactos atribuiu ao HR-V a pior nota entre os modelos avaliados. De acordo com o instituto, a iluminação fornecida pelos faróis halógenos baixo/alto foi insuficiente em todas as condições testadas, inclusive na reta.

Seja parte de algo grande