A performance do jovem piloto no GP do Brasil com a pista molhada lembrou os velhos tempos da F1

Quem assistiu ao GP do Brasil de F1 no último domingo deve ter se lembrado dos bons tempos de Ayrton Senna correndo na chuva. O protagonista da prova foi o jovem Max Verstappen, da Red Bull, que foi forçado a se recuperar de um pit stop tardio para mudar os pneus e deu show. 

Voltando à pista na 14ª posição, ele conseguiu uma série de ultrapassagens sensacionais para chegar ao terceiro lugar em apenas 12 voltas - ou seja, quase uma ultrapassagem por volta! Acrescente a isso uma espetacular correção de uma rodada na entrada da reta dos boxes e o chefe da Red Bull, Christian Horner, não teve dúvida de que a F1 tinha testemunhado algo especial.

 

Comparações Max Verstappen e Senna/Schumacher

 

"Bem, eles não ficam muito melhores do que isso", disse Horner. "Acho que o que assistimos hoje foi algo muito especial." Quando perguntado se Verstappen era um ícone como Senna em Mônaco de 1984 ou Schumacher na Espanha em 1996, Horner disse: "Eu acho que é por aí, devemos comparar esse feito com aqueles grandes momentos. Você não assiste a uma corrida como essa todo dia. 

Táticas de kart

Além da velocidade em piso molhado, Verstappen também ganhou grandes elogios por sua inteligência em usar os numerosos períodos do Safety Car para entender melhor onde a pista era mais aderente em cada canto. Ele experimentou linhas diferentes muitas vezes para trabalhar exatamente onde ele poderia colocar seu carro para melhor velocidade.

"Ele estava apenas explorando", disse Horner. "Mesmo atrás do carro de segurança você podia vê-lo ter um olhar para diferentes partes do asfalto, à procura de aderência. Você sabe que todos esses caras vêm do kart e parecia muito com uma abordagem de kart o que ele estava fazendo - indo para a linha externa, o corte, a linha externa para a reta, encontrando aderência em diferentes partes do circuito. Foi ótimo para ver".

 

Comparações Max Verstappen e Senna/Schumacher

 

"Eu não vi ninguém [mais fazê-lo] na medida em que Max fez.Todos eles fizeram o mesmo caminho através do kart, mas Max estava num patamar próprio hoje."

Depois que Verstappen rodou e ficou tão perto de acertar o muro, Horner admitiu que as coisas ficaram muito nervosas na cabine da equipe.

"Acho que isso quase exigiu uma troca de cuecas para a maior parte da equipe", brincou o chefe. "Mas, novamente, Max estava extremamente calmo como ele pareceu no rádio. Parecia estar no controle além daquele momento, durante toda a tarde."

 

Seja parte de algo grande