Segunda geração busca inspiração no irmão maior CX-9 e mantém motores SkyActive

Depois da divulgação dos primeiros teasers, a Mazda revela por completo no Salão de Los Angeles a segunda geração do CX-5. Modelo intermediário na linha de SUVs da marca, o utilitário busca inspiração na identidade visual do irmão maior CX-9 para se destacar diante dos rivais Honda CR-V (apresentado em nova linhagem no mesmo evento) e Toyota RAV4.

Por fora, o CX-5 2017 se mantém fiel ao conceito face-family com evoluções sobre o desenho do modelo atual. Na dianteira, destaque para os faróis afilados, grade bem destacada e capô com curvatura elevada. Laterais têm novo formato para as janelas e vincos, enquanto a traseira traz um revisão sobre o estilo visto hoje. No interior, a marca afirma que otimizou a ergonomia e melhorou a qualidade dos materiais com uso de superfícies emborrachadas, alumínio e detalhes em black piano. Destaque ainda para a nova cor Soul Red Crystal.

 

2017 Mazda CX-5

 

Sob o capô, segue em oferta a linha de motores da família SkyActive. O básico é um 2.0 a gasolina, seguido por um 2.5 de quatro-cilindros nas versões mais caras. Em alguns mercados haverá ainda um 2.2 turbodiesel. 

 As vendas serão iniciadas a partir do ano que vem, começando pelo Japão. No Brasil, as chances de o modelo chegar são mínimas. Há alguns anos a Mazda até ensaiou sua volta ao país com modelos importados do México, mas os planos infelizmente não vingaram.

 

Seja parte de algo grande

Mazda CX-5 2017 no Salão de Los Angeles