Modelo, baseado no Duster, chega ao mercado argentino com apenas uma opção de motor e câmbio, o 2.0 manual de seis marchas

Apresentado durante o Salão do Automóvel, o novo Renault Captur para o Mercosul já está sendo vendido na Argentina. Importado do Brasil, o SUV compacto chegou para os hermanos antes mesmo de chegar às lojas daqui, onde só começa a ser entregue entre março e abril de 2017. Foi o caso inverso do Chevrolet Cruze Sport6, produzido na Argentina e lançado primeiro por aqui. Pelo menos por lá eles não têm a Marina Ruy Barbosa...

Baseado na plataforma do Duster, o Captur feito em solo brasileiro é oferecido na Argentina somente com o motor 2.0 16V de 143 cv e 19,9 kgfm de torque máximo. O câmbio naquele mercado é, a princípio, um manual de seis marchas. Vale lembrar que, por aqui, serão duas opções de motorização (o novo 1.6 SCe e o 2.0) e três de câmbio (manual ou CVT, para o 1.6, e automático de 4 marchas, para o 2.0).

Seja parte de algo grande