Imagine ver isso nos retrovisores do seu carro...

A temporada de 1997 foi terrível para a Lola. Na verdade, não foi nem uma temporada, considerando que o time MasterCard Lola F1 só competiu na corrida inaugural, o GP da Austrália. O patrocinador decidiu tirar o projeto da tomada depois do fiasco em Melbourne. Sem fundos, o time faliu antes mesmo de chegar ao GP do Brasil, três semanas depois. Mas algo bom saiu do Lola T97/30 F1: o Lola F1R. Ele é o único carro de F1 legalizado para as ruas. E será leiloado muito em breve.

Para sermos justos, ele não é exatamente igual ao carro de corrida, já que algumas mudanças precisaram ser feitas para que ele pudesse ser emplacado no Reino Unido. O vão livre, por exemplo, precisou ser aumentado e pode ser ajustado entre 50 mm e 75 mm.

Enquanto o Lola T97/30 F1 tinha um motor V8 de 3 litros naturalmente aspirado, um Ford Zetec-R, ligado a uma transmissão semi-automática, o F1R usa um motor Cosworth turbinado de 2 litros, com quatro cilindros, ligado a uma transmissão manual de cinco marchas. Em sua configuração atual, ele gera 375 cv, mas o vendedor diz que basta ajustar o turbocompressor para ampliar facilmente a potência. 

1997 Lola T97-30 F1 Road Car F1R
1997 Lola T97-30 F1 Road Car F1R

Para poder passar pelas inspeções de segurança, o F1R recebeu faróis, lanternas, luzes de seta e um freio de mão. Desenhado e fabricado pela Lola, o carro estaria em perfeitas condições. Não surpreende, já que ele rodou apenas 40 km e foi guardado em uma garagem climatizada. Fora as mudanças que mencionamos, ele é basicamente um carro de F1 de 1997, com freios carbocerâmicos, suspensão pushrod e os mesmos painéis de carroceria.

O proprietário diz que o F1R é "bom no trânsito", ainda que tenhamos sérias dúvidas sobre isso.

Se você estiver interessado, o F1R será leiloado pela Bonhams em Londres no dia 7 de dezembro, quando o carro deverá arrecadar algo em torno de £ 55.000 e £ 85.000 (entre R$ 233 mil e R$ 360 mil). Para um carro de F1, temos certeza de que você esperava uma dolorosa bem mais doída...

Fonte: Bonhams via The Drive

Seja parte de algo grande