Versão 2017 ganha retoque visual e mais conectividade

Apresentado globalmente no início do ano, o Chevrolet Sonic 2017 foi lançado na Colômbia durante o Salão do Automóvel de Bogotá, na semana passada. Com visual reestilizado e mais conectado, o hatch compacto da GM, que já esteve entre nós, chega ao país vizinho custando 54,5 milhões de pesos (R$ 58,4 mil), no modelo hatch, e 55,5 milhões de pesos (R$ 59,4 mil) no sedã. 

Em sua reestilização de meio de ciclo, o Sonic ganhou uma nova dianteira, abandonado os característicos faróis duplos em favor de um conjunto ótico mais convencional, que agora traz LEDs diurnos. A grade frontal e os para-choques também são novos, formando um conjunto alinhado com os lançamentos mais recentes da marca, como Cruze, Malibu e Tracker, por exemplo.   

 

Chevrolet Sonic 2017

 

Em termos de tecnologia, destaque para o sistema MyLink com integração para Apple CarPlay e Android Auto, acesso sem chave e botão de partida. O hatchback também conta com a nova geração do Chevystar, o nome que os colombianos dão ao sistema OnStar. No mais, a GM afirmou ter feito um "upgrade" no acabamento e nos materiais utilizados.

Descontinuado no Brasil no fim de 2014, tanto pelas vendas fracas quanto pela possibilidade de isso ampliar as cotas de importação para o Tracker, o Sonic reestilizado chega à Colômbia com o mesmo motor Ecotec 1.6 16V, de 115 cv, associado ao câmbio manual de cinco marchas ou ao automático de seis. 

Fotos: divulgação

 

Seja parte de algo grande