Elogiada pelo acerto dinâmico, plataforma deve ser usada também por Dodge e Maserati

Desenvolvida ao custo de mais de 1 bilhão de euros, a plataforma Giorgio que sustenta o sedã Giulia e o SUV Stelvio não deverá ser usada unicamente por modelos da Alfa Romeo. Em entrevista concedida durante o Salão de Los Angeles, o chefão da marca, Reid Bigland, declarou que a base poderá ser aproveitada nos próximos anos por outras fabricantes do grupo FCA.

Detalhes sobre o projeto não foram divulgados, mas informações de bastidores antecipam que Dodge e Maserati são sérias interessadas em usar a arquitetura. No caso da primeira, as apostas recaem sobre a próxima geração do crossover Journey. Já na marca do tridente, especulações apontam para o uso da base em um inédito utilitário menor que o Levante.

Projetada para colocar a Alfa Romeo em pé de igualdade diante de rivais como Audi, BMW e Jaguar, a Giorgio é tratada pela FCA como uma jóia em termos de dinâmica de condução. Foi em grande parte graças à ela que o Giulia Quadrifoglio Verde de 505 cv bateu recorde no circuito de Nürburgring Nordschleife.

 

Seja parte de algo grande

2017 Alfa Romeo Stelvio