Sem mudanças visuais, a dupla fica mais potente e econômica

A Renault apresenta oficialmente nesta terça-feira (30) uma nova gama de motores. Batizada de SCe (Smart Control Efficiency), é composta pelo 1.0 de 3-cilindros com 12 válvulas e 1.6 de 4-cilindros com 16 válvulas, ambos fabricados em São José dos Pinhais (PR). Eles serão os substitutos dos atuais 1.0 16V, 1.6 8V e 1.6 16V das linhas Sandero, Logan, Duster, Duster Oroch e, futuramente, do SUV Captur. 

A maior expectativa está no 1.0. Ele coloca a Renault, finalmente, como opção aos 1.0 tricilíndricos do mercado nacional, equipando o hatch Sandero e o sedã Logan. Composto por cabeçote, bloco e cárter de alumínio, para poupar 20 kg, ele se destaca pelo duplo comando de válvulas variável (tanto na admissão quanto no escape) acionado por corrente. Com injeção flex, gera 79/82 cv a 6.300 rpm (2 cv a mais que o anterior) e 10,2/10,5 kgfm a 3.500 rpm. O antigo D4D tinha o mesmo número, mas a elevadas 4.250 rpm. Além disso, a Renault diz que a entrega é melhor nas rotações baixas, melhorando as respostas na cidade. Em consumo, há uma melhora de 19%, segundo o Inmetro.

 

Sandero 1.0 SCe

 

Entre as inovações estão os anéis de pistão com material de baixa resistência e a bomba de óleo variável, que alterna a pressão conforme a necessidade do motor, poupando esforço. Item que estreou no Duster 2.0, o alternador pivotado é equipamento para ambos os motores, e aproveita as desacelerações para carregar a bateria. Outra novidade é a direção eletro-hidráulica, onde a bomba é tocada por um motor elétrico, tirando o esforço do propulsor. 

 

Sandero Stepway 1.6 SCe

 

O 1.6 SCe mantém os 4-cilindros. Para Sandero e Logan, marca 115 cv a 5.500 rpm (ante os 98/106 cv do 8V anterior) e 16 kgfm de torque a 4.000 rpm, contra os 14,5/15,5 kgfm a 2.850 rpm do antigo. No caso deste, o variador de fase está apenas na admissão, mas o sincronismo também é por corrente. Vem ainda com sistema Start-Stop.

O 1.6 que equipará Duster, Duster Oroch e Captur traz mais potência e torque: 118/120 cv e 16,2 kgfm, contra os atuais 110/115 cv e 15,1/15,9 kgfm. Curiosamente, todos os SCe mantém a partida a frio com a presença do tanque auxiliar com gasolina. 

Sandero e Logan equipados com o câmbio automatizado de cinco marchas EasyR ganham controle de estabilidade e assistente de partida em rampas.

Para comemorara estreia dos novos motores, o Sandero recebe a versão Vibe, com rodas de 15" pintadas de cinza e interior com acabamento diferenciado, com detalhes em azul e aros dos alto-falantes com LEDs nas mesmas cores.

Os preços são os seguintes:

Renault Sandero

Authentique 1.0: R$ 42.400

Expression 1.0: R$ 44.950

Vibe 1.0: R$ 47.100

Expression 1.6: R$ 49.770

Expression 1.6 Easy'R: R$ 54.420

Dynamique 1.6: R$ 53.500

Dynamique 1.6 Easy'R: R$ 58.550

GT Line 1.6: R$ 54.620

Renault Logan

Authentique 1.0: R$ 46.300

Expression 1.0: R$ 48.200

Expression 1.6: R$ 52.750

Expression 1.6 Easy'R: R$ 57.350

Dynamique 1.6: R$ 56.400

Dynamique 1.6 Easy-R: R$ 61.400

Renault Sandero Stepway

Stepway 1.6: R$ 59.720

Stepway 1.6 Easy'R: R$ 63.070

Renault Duster

Expression 1.6: R$ 69.200

Dynamique 1.6: R$ 75.290

Renault Duster Oroch

Expression 1.6: R$ 69.620

Dynamique 1.6: R$ 74.120

 

Por Leonardo Fortunatti, de Curitiba (PR)

Viagem a convite da Renault 

Motor1 participa do evento de lançamento e trará impressões ao dirigir e mais informações em breve

 

Seja parte de algo grande