Nem vale compará-lo com seus concorrentes diretos: o novo Jeep Compass quer tomar terreno é de outros segmentos

Embora novembro ainda não tenha sido o seu primeiro mês cheio – o modelo só começou a ser oficialmente vendido no último dia 5 – a nova geração do Jeep Compass mostrou um enorme potencial para se transformar em uma das grandes sensações do mercado brasileiro. Com 2.539 unidades, o modelo produzido em Goiana (PE) de cara assumiu a liderança do segmento de SUVs/crossovers intermediários, mas compará-lo com seus concorrentes diretos, como fizemos ao relatar os campeões de vendas do mês de novembro, não foi suficiente para mostrar seu apetite, que avança também sobre outros segmentos de mercado, em especial o dos sedãs médios.

 

Honda Civic Sport 2017

 

Também novato, o Honda Civic (2.534), vice-líder entre os sedãs médios, perdeu para o Compass por cinco unidades. E podia ter sido por mais, já que o Civic está à venda desde o final de agosto. Mesmo sedãs de entrada, como Ford Ka+ (2.521) e Renault Logan (2.262), também ficaram para trás. Somados, todos os hatchbacks médios emplacaram pouco mais da metade do Jeep.

 

Renault Duster acompanha rivais e agora parte de R$ 62.490 - veja tabela

 

Em relação ao segmento de crossovers como um todo, o Compass ficou a menos de 200 unidades do Renault Duster (2.702), mas vendeu mais do que modelos como Ford Ecosport (2.218), Nissan Kicks (1.667) - este lançado há poucos meses – e Peugeot 2008 (842).

 

Jeep Renegade EVO Limited

 

Numa comparação entre “irmãos”, o Compass ficou a exatas 850 unidades do Renegade, que perdeu quase 1,5 mil unidades em relação ao desempenho de outubro (4.804). Nas vendas no varejo, a situação foi ainda mais apertada: a diferença entre os dois foi de apenas 32 unidades (2.266 x 2.234).

 

ix35

 

O ix35, seu adversário direto mais próximo, parece ter sido a primeira grande vítima: com apenas 564 unidades, o Hyundai viu o novato emplacar quase cinco vezes mais. Mas não foi a única: somados, os rivais mais próximos (ix35, Sportage, ASX e Outlander) tiveram 1.734 unidades, ou 805 a menos do que o Compass. Sozinho, o novo Jeep respondeu por mais de 50% das vendas dos SUVs/crossovers intermediários.

Leia também:

Os próximos meses poderão mostrar se o ótimo desempenho inicial do Compass foi um “hit de verão” ou se será uma “canção para futuras gerações”. Acompanharemos.

Fonte: Fenabrave

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande