Um bom carro, mas que não caiu no gosto do brasileiro, o Swift terá nova plataforma, motores e visual

Um dos carros mais divertidos que já dirigimos, o Suzuki Swift Sport não conseguiu conquistar muitos clientes pelo Brasil. Com motor 1.6 aspirado de 142 cv e dinâmica afiada, na Europa ele atende a um leque maior de compradores. Mas começam a aparecer as fotos de sua nova geração, prevista para 2017.

Com ela, o Swift deixa de ter uma frente "alegre" para ganhar uma cara de malvado, com novos faróis e para-choques. As colunas devem ganhar pintura preta, para dar a impressão de teto flutuante, como o do Nissan Kicks, e há expectativa de uma nova plataforma. 

A aposta é na base do Baleno, mais barata que a atualmente usada pelo Swift. Isso reduziria seu preço para brigar com mais chances por espaço no mercado. Na Europa, o Swift usará o motor 1.2 de 90 cv, o 1.0 turbo de 112 cv e, na versão Sport, a que mais nos interessa, o 1.4 turbo, que chegou ao Brasil no Vitara, de 140 cv. 

Seu lançamento é esperado para o começo de 2017.

Foto: Ferd

 

Seja parte de algo grande