Marca foi a única alemã a crescer na casa de dois dígitos em novembro

Na briga pela liderança global de vendas entre as premium, a Mercedes-Benz voltou a se destacar em novembro em relação às maiores rivais alemãs. Com 182.602 veículos, a marca de Stuttgart avançou 12,7% em relação ao mesmo período de 2015. Com isso, ela está com as mãos no título de líder global entre as marcas premium, uma posição que pertence à BMW desde 2005.

 

review Mercedes-Benz Classe E 220 d

 

A nova geração do Classe E continuou sua trajetória de sucesso desde o lançamento, com 26.915 unidades – quase 40% a mais do que no ano passado. A linha de SUVs da marca também foi decisiva, com 61.266 unidades (+17,5%). A BMW cresceu menos (+5,9%), mas não ficou muito distante da futura nova líder em razão das 177.740 unidades. Dono do maior crescimento da marca, o X1 (22.595) avançou quase 75%, pouco acima dos 70% do Série 7 (6.883). Gostemos ou não, a marca acertou em sua aposta em um modelo de tração dianteira, como seus rivais.

 

Audi Q3 BR

 

Novamente terceira colocada, a Audi (154.050) registrou alta menor do que as rivais (+4,3%). O grande destaque da marca foi o A4, que somente na Europa emplacou aproximadamente 12,2 mil unidades, 51,6% a mais na comparação com novembro do ano passado.

 

BMW X1: Database

 

No acumulado de 2016, a Mercedes continua abrindo vantagem. Mais uma vez como única a crescer na casa dos dois dígitos (+11,8%), a fabricante de Stuttgart chegou a 1.893.619 unidades, quase 70 mil a mais do que a BMW (1.824.490, +5,6%) e quase 180 mil em relação à Audi (1.713.900, +4,2%). Se fechar dezembro com a mesma vantagem ou ampliá-la, a Mercedes-Benz leva o caneco para casa.

Fontes: BMW Group / Daimler AG / Volkswagen AG Fotos: divulgação/Motor1

Seja parte de algo grande