Veículo foi rodando até o Palácio do Planalto, onde foi apresentado ao presidente Michel Temer

A Nissan aproveitou o lançamento do programa "Renova Bio 2030", em Brasília, para apresentar ao público e ao presidente Michel Temer o e-Bio Fuel Cell. Ele seria o primeiro protótipo de veículo em todo o mundo a ser movido por uma pilha de combustível de óxido sólido (SOFC), segundo a Nissan. O modelo nada mais é do que a van NV200 (indisponível no mercado brasileiro), elétrica, que conta com a pilha de combustível para repor a carga de suas baterias. A questão é como essa pilha faz isso: extraindo hidrogênio de bioetanol, nosso álcool hidratado. Isso lhe dá uma autonomia superior a 600 km.

Leia também:

Segundo a marca, o protótipo e-Bio Fuel Cell pode ser abastecido com etanol ou uma mistura de etanol e água. Sua pilha usa um reformador para liberar o hidrogênio presente no combustível e o converte em energia elétrica para carregar uma bateria de 24 kWh. Em outras palavras, ela funciona como um extensor de autonomia para a NV200, que assim chega aos tais 600 km de autonomia com uma bateria relativamente pequena. Testes de campo serão feitos em vias públicas de todo o Brasil com o modelo das fotos.

A grande vantagem do veículo é ele ser um elétrico que também pode ser "recarregado" por etanol, o que diminui a necessidade de paradas para recarga, bem como o tempo gasto no processo. O uso de etanol também aproveita uma infraestrutura que já existe ou que seria simples de implantar em outros países. Além disso, o e-Bio Fuel Cell oferece aceleração mais esperta que a de um veículo semelhante a combustão, mas o rodar silencioso característico de um carro elétrico. 

A marca não comentou quando a tecnologia chegará à produção em série, mas o know-how da empresa é bastante considerável na área, especialmente por conta do Leaf, o carro elétrico mais vendido do mundo. Se a SOFC se mostrar viável, o elétrico com pilha de combustível pode se tornar uma excelente alternativa aos modelos híbridos, com eficiência energética muito mais alta.

(com a colaboração de Gustavo Henrique Ruffo)

Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande