Empresas investem em lojas temporárias em shopping centers para se aproximar dos clientes, reforçar as marcas e até vender veículos

Em tempos de Natal e de Ano Novo, você espera encontrar shopping centers cheios e gente andando com montes de sacolas. Até há muitas pessoas circulando, mas as sacolas são poucas ou estão vazias. Isso não impede que se continue a recorrer aos shoppings como opção de um lugar seguro para andar com a família. E para conhecer novidades. É nestes dois pilares que marcas de carro e de moto estão apostando, como mostram as pop-up stores da Jeep e da Vespa no shopping JK Iguatemi, em São Paulo.

 

Pop-up stores - Jeep e Vespa

 

Pop-up store é um anglicismo para loja temporária. Elas são instaladas temporariamente em espaços desocupados pela crise econômica. O objetivo delas não é propriamente de vender, mas sim de fazer um reforço de marca, chamado de branding, e de aumentar o conhecimento das pessoas sobre ela, algo que a turma de marketing chama de “awareness”. Sim, esse é um mundo de termos em inglês.

A loja da Jeep, não por acaso, se chama “Jeep Garage”. Ali estão expostos o Compass, logo na entrada, um Renegade e, mais ao fundo, outro Compass.

 

Pop-up stores - Jeep e Vespa

 

Ainda que a cada dia a loja receba um vendedor de alguma concessionária diferente, e que eles possam vender carros na Jeep Garage, o objetivo é outro. “Usamos o espaço para relacionamento com os clientes. É uma ação da Guia Marketing, para a qual eu trabalho. O objetivo principal é branding. Temos uma espaço da Jeep Gear, que vende roupas da marca, uma da Mopar, que vende acessórios, ali onde está a prancha de surf, e já fizemos shows e talks. Os shows foram com o Jota Quest e com o Paulo Miklos. Já os talks foram com o baterista do Paralamas do Sucesso, o João Barone, que coleciona Jeep, e com a nutricionista Andréa Santa Rosa, esposa do Márcio Garcia, entre outros”, diz Amanda Barbosa, que administra o espaço.

 

Pop-up stores - Jeep e Vespa

 

Cada carro conta com um especialista, que mostra aos clientes os detalhes e sana eventuais dúvidas. A loja oferece test-drives de quinta a domingo, das 11h às 18h. O espaço deve ser fechado em 15 de janeiro.

Vespa e JLR

Aberta em 22 de outubro, a loja da Vespa, pertinho da unidade da Jeep, exibe os modelos da marca e até tem camisetas e outros elementos ligados à marca, mas eles ainda não estão à venda. “Os preços não foram definidos”, diz Maria Pereira, consultora de vendas. Por conta disso, só o que está à venda são os scooters, ou seja, o Primavera, o GTS 300, o Sprint e o 946 Armani.

 

Pop-up stores - Jeep e Vespa

 

Ao contrário da loja da Jeep, a da Vespa deve ficar pelo menos mais 8 meses no mesmo espaço, com possibilidades de prorrogação. Mas, dentro do conceito pop-up, a loja que menos tempo deve ficar no shopping é a da Jaguar Land Rover. Chamada de London Calling, uma boa referência à banda The Clash, a loja da empresa britânica será desativada em 24 de dezembro. E também oferece test-drive de quinta a domingo, mas das 10h às 17h.

 

London Calling - pop-up store da Jaguar Land Rover

 

Entre os modelos oferecidos para avaliação estão o F-PACE e o XF, pela Jaguar, e o Range Rover Evoque e o Discovery Sport pela Land Rover.

Quem quiser ficar apenas pelo espaço da loja verá o F-Type SVR, o Evoque Conversível e o F-PACE First Edition. Prova de que, com clientes cada vez mais confinados a bolsões de segurança, o negócio é levar sua montanha de produtos e serviços aonde eles estão.

Fotos: Gustavo Henrique Ruffo e divulgação (Jaguar Land Rover)

Seja parte de algo grande