Empresa não tinha permissão para testar a tecnologia em vias públicas

Anunciada ainda em agosto, a parceria firmada entre a Volvo e a Uber para testes com carros autônomos nos Estados Unidos não deve prosperar como imaginado. Conforme antecipam agências internacionais, a companhia acaba de retirar de circulação a frota de 16 unidades autônomas do XC90 que vinham sendo testadas na Califórnia.

A legislação estadual exige uma autorização especial para testes com este tipo de tecnologia, mas a Uber se recusou a solicitá-la por não considerar os veículos completamente autônomos - um técnico estava sempre a bordo para supervisionar o funcionamento do sistema. Diante disso, o governo decidiu anular o licenciamento dos 16 carros.

O Departamento de Transportes da Califórnia disse em nota que está à disposição para agilizar o processo de autorização, mas a empresa não confirmou se, finalmente, irá solicitá-la.

Polêmica

Uma das grandes polêmicas do projeto está no fato de uma das unidades do XC90 ter furado o sinal vermelho durante as avaliações por pelo menos duas vezes, demostrando fragilidade quanto à segurança. A Uber, porém, alega que o erro foi cometido pelo técnico que estava a bordo, e não pelo sistema.

Leia também:

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande