Apesar do escândalo Dieselgate, grupo alemão teve crescimento nas vendas globais e chegou a 10,3 milhões de unidades

Se alguém apostou que o Dieselgate teria uma impacto profundo nos resultados do Grupo VW, os números oficiais de vendas no ano passado mostraram um cenário diferente – e animador. Com 10.312.400 unidades entregues em 2016, o grupo cresceu 3,8% em relação a 2015. Isso pode ser o suficiente para a marca alemã passar a Toyota e assumir a liderança global em vendas. A marca japonesa trabalhava com um número de 10.366.000 unidades vendidas em 2016, o que lhe daria uma vantagem de apenas 53.600 unidades, mas só confirmará se chegou a esse objetivo no final de janeiro. Suspense!

Do total em vendas da Volkswagen, 4.318.700 unidades foram na região da Ásia-Pacífico, onde as vendas avançaram 9,7% - somente na China, responsável por 3.982.200 unidades, o crescimento chegou a 12,2%. A Volkswagen é líder de mercado no maior mercado do mundo.

No continente europeu, o grupo emplacou 4.206.500 unidades (+4%), com a Alemanha, em alta de 0,2%, respondendo por quase 31% deste total (1.292.000). Já nos EUA (591.100), principal mercado da América do Norte (939.100, +0,8%) e onde o escândalo do Dieselgate tomou forma, as vendas recuaram 2,6%. Relativamente pouco considerando as proporções do problema de emissões da fabricante.

Por marcas, a Volkswagen, considerando apenas a divisão de veículos de passeio, emplacou 5.987.800, uma alta de 2,8%. Segunda marca comercialmente mais importante no portfólio do Grupo, a Audi (1.871.300) registrou um incremento de 3,8% - menos, no entanto, do que os 6,8% conquistados pela Skoda (1.127.700).

A espanhola Seat, com 410.200 unidades, cresceu 2,6%, enquanto a alemã Porsche (237.800) subiu em 5,6% os números do ano anterior. Na divisão de veículos comerciais, a alta da VW (480.100) chegou a 11,4% - MAN (102.200), em retração de 0,2%, e Scania (80.800), em alta de 5,5%, completaram a lista.

 

Gol

No Brasil

Por aqui, a Volkswagen deixou de vender mais de 130 mil veículos novos nos últimos doze meses. No ano passado, foram 228.456 unidades, contra 359.494 em 2015, uma retração de 36,5%. Considerando apenas os automóveis (185.314), a queda foi de 36,2%.

Com 57.390 unidades, o Gol voltou a ser o modelo mais vendido da marca, seguido pelo Fox / Crossfox (43.727) – líder no ano anterior - e pelo up! (38.354).

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande