Chefe de equipe alemã contou que time participou financeiramente do retorno de Felipe Massa para a Williams na temporada 2017

Com a confirmação de Valtteri Bottas na Mercedes, confirmou-se também a volta de Felipe Massa para a Fórmula 1, ocupando o lugar deixado vago na Williams pelo ex-companheiro de equipe. O que não se sabia ainda é que a Mercedes acabou participando financeiramente não somente na liberação de Bottas, mas também no retorno do brasileiro para a F1.

Quem diz isso é Toto Wolff, chefe do time alemão. Em entrevista para o diário italiano La Gazzetta dello Sport, Wolff confirmou que a equipe germânica desembolsou quantias nas duas situações para poder fechar negócio com o time de Grove.

Ao falar sobre o tema, o dirigente elogiou o poder de negociação de Claire Williams, vice-diretora da equipe britânica.

"Evidentemente, não poderíamos fazer pedidos sem dar nada em troca. Claire Williams é uma grande mulher de negócios - assim como Frank, o pai dela", disse. "Mas não falamos apenas de negócios. Por exemplo, a Williams precisava de um piloto experiente e era necessário ter Massa de volta. Agora estamos todos satisfeitos - e, sim, contribuímos financeiramente para o retorno de Felipe ao time", completou Wolff.

Leia também:

Fotos: Motorsport

Seja parte de algo grande