Expectativa é de que a versão nacional do SUV chegue às lojas ainda no primeiro trimestre

O Complexo Industrial da Nissan em Resende (RJ) está na fase final de preparação para a produção do Kicks, atualmente importado do México. Como parte do programa de produção e futura exportação do modelo para a América Latina, a equipe da área de Montagem Final (Trim & Chassis) entregou as primeiras unidades de testes para os executivos globais da companhia, entre eles o vice-presidente executivo mundial de Manufatura e Logística da Nissan, Fumiaki Matsumoto.  

Os modelos fazem parte das unidades finalizadas pela equipe de Resende durante a primeira etapa de testes dos equipamentos e treinamento dos funcionários na linha de produção. A fábrica já possui hoje, com os modelos March e Versa, um dos melhores indicadores de qualidade do grupo Nissan em todo o mundo. 

"O Nissan Kicks possui uma maior complexidade de montagem ao longo da linha de produção, o que exige um número de operações cerca de 20% superior aos modelos March e Versa, com diferenciais nos componentes eletrônicos, devido à diversidade de tecnologia embarcada do modelo. 

Para concluir a fabricação do novo SUV, a Nissan utiliza equipamentos e postos de operação específicos para a montagem dos racks de teto flutuante e a calibração das câmeras 360º, tecnologia que oferece ao motorista uma visão geral auxiliada por quatro câmeras. Ao todo são feitas 890 operações de montagem somente do novo modelo na linha final.

A venda do Nissan Kicks foi iniciada mundialmente no Brasil, seguindo depois para outros mercados da América Latina, com previsão de lançamento em mais de 80 países. A produção em Resende está prevista para este primeiro trimestre, quando o SUV deverá ganhar versões mais simples e acessíveis que as atuais SV e SL, incluindo modelos com câmbio manual - hoje somente a caixa automática CVT é oferecida.  

Seja parte de algo grande