Fabricado na Polônia, traz tecnologias que poderiam ser aplicadas no motor do Etios por aqui

Se comparado com a concorrência, o motor 1.5 da Toyota para o Etios é moderno. Fabricado em Porto Feliz (SP), tem bloco e cabeçote em alumínio e duplo comando de válvulas com variador de fase em ambos. Em uma época em que ainda temos sistemas com duas válvulas por cilindro, comandos únicos e ausência de variador de fase em muitos modelos, é um dos pontos positivos do Toyota de entrada. Mas poderia ser mais, como mostra o motor 1.5 criado para a nova geração do Yaris.

A japonesa apresentou o novo 1.5 para o lugar do 1.3 usado anteriormente no compacto, que chegou a ser estudado no Brasil antes do Etios. Como o 1.5 brasileiro, ele é feito em alumínio, com duplo comando variável (Dual VVT-i), mas como ainda não há maiores detalhes técnicos sobre ele, não podemos afirmar que se trata do mesmo propulsor. Mas que parece, parece. 

Fabricado na Polônia, usa apenas gasolina e tem bons números: 111 cv e 14,07 kgfm de torque. O do Etios gera 102 cv e 14 kgfm com o mesmo combustível. Os principais diferenciais estão na capacidade de o duplo comando variar entre ciclos Otto e Atkinson para melhor aproveitamento de combustível e coletor de escape refrigerado a água, para reduzir sua temperatura em médias e altas rotações, o que reduz a temperatura da câmara de combustão, reduz a quantidade de combustível necessária e melhora o consumo, principalmente na estrada. 

Leia também:

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande