Veículo lunar da missão realizada em 1971 utilizava pneus exclusivos XLT

Iniciada em 31 de janeiro de 1971, a missão Apollo 14 tinha como objetivo retomar as missões na lua. O fato interessante é que um dos componentes mais importantes em um carro, o pneu, estava entre os equipamentos utilizados.

O módulo de transporte com duas rodas era chamado de Apollo 14 MET (Modularized Equipment Transporter) e usada pneus Goodyear XLT, que foram especialmente projetados para a missão. O equipamento servia para coletar material da superfície lunar.  

 

Goodyear Apollo 14

 

Apesar da aparência semelhante à de um pneu comum, o modelo usado na missão foi concebido após 10 anos de pesquisas. Veja abaixo cinco curiosidades sobre o desenvolvimento e a aplicação do pneu lunar.

  1. Em vez de ar, os pneus Goodyear XLT eram inflados com nitrogênio – que, além de não alimentar uma eventual combustão, minimizava o risco de incêndio na aeronave.
  1. Para que estivessem na condição ideal para circularem na lua, os pneus eram primeiro inflados na Terra em uma câmara de vácuo. Ao serem removidas, as câmaras de ar no interior do pneu sucumbiam à pressão atmosférica do nosso planeta. Mas retornavam ao seu estado normal quando a aeronave estava a caminho da atmosfera lunar.
  1. O pneu Goodyear XLT foi desenvolvido para transportar cargas de 60 libras lunares, o que equivalente a 360 libras (163 kg) na Terra. Com essa carga, esses pneus de baixa pressão imprimiam uma pegada mais larga e mais plana que os ajudava a fluir suavemente sobre a superfície lunar, além de passar por pedras sem risco de perfuração.
  1. Os pneus Goodyear XLT tinham 40,64 centímetros de altura e 10,16 centímetros de largura, mas pesavam – considerando o pneu e a câmara de ar – menos de 1,3 quilograma.
  1. Para suportar um ambiente tão hostil quanto o da lua, os pneus lunares tinham que aguentar temperaturas que variavam entre -29,4ºC e mais de 121ºC.

Fotos: NASA e divulgação

Seja parte de algo grande