Ex-chefe de equipe na Fórmula 1 rasga elogios a holandês e fala que Ecclestone não retornará à Fórmula 1

Sempre contundente nas declarações, o italiano Flavio Briatore, ex-chefe de equipe na Benetton e na Renault na Fórmula 1, elogiou bastante o holandês Max Verstappen. Para ele, a nova sensação da categoria tem tudo para fazer história no campeonato graças a seu arrojo, comparável ao de Ayrton Senna no início de sua carreira.

"Max Verstappen vai se tornar campeão mundial de Fórmula 1”, disse ele à Sky italiana.

“Se considerarmos como ele correu no Brasil - algo que não era visto desde o início de Senna - ele vai ganhar o título."

Briatore também falou da saída de Bernie Ecclestone do comando da Fórmula 1. Para o italiano, o britânico não voltará mais a atuar na categoria.

"Se tornar presidente honorário é uma daquelas carreiras que podem caber a um político com uma taxa de presença, não a um empreendedor que fez o que fez. Esses encargos para ficar de dedos cruzados... Ele tem 86 anos e precisa relaxar. Ficar em um lugar onde não tenha ninguém, continuar lá não seria bom para um proprietário com esta carreira. A Liberty Media vai tentar mudar as coisas, mas não comprou toda a Fórmula 1."

Perguntado sobre se gostaria de atuar junto a Liberty Media, Briatore negou. “Ser consultor? É uma daquelas palavras que não significam nada. Não posso trabalhar para alguém. Saí da F1.”

Seja parte de algo grande