Após idas e vindas, FCA finalmente confirma data oficial do "enterro" do superesportivo

Considerado um dos modelos mais emblemáticos do portfólio da Dodge, o superesportivo Viper (ou víbora, para os mais íntimos) teve sua morte anunciada em 2016. Só faltava saber a data do velório do modelo e ela, infelizmente, já se deu a conhecer. Em entrevista concedida durante o Salão de Chicago, o chefão da área de design da FCA, Ralph Gilles confirmou que a fábrica que produz o bólido em Detroit, nos Estados Unidos, deixará de montá-lo exatamente no dia 31 de agosto, uma quinta-feita.

A despedida foi até antecipada com o lançamento de algumas versões especiais, como a VooDoo II Editions ACRs, Snakeskin Edition GTCs, GTS-R Commemorative Edition ACRs, 1:28 Edition ACRs e Dodge Dealer Edition ACRs.

Leia também:

Lançado em 1992 como um dos bebês de Bob Lutz, o Viper nunca deixou de ser um esportivo "puro sangue americano". Apesar de todas as tecnologias oferecidas no mercado, a geração atual, lançada em 2012, ainda manteve o característico motor V10 aspirado de mais de 650 cv - derivado do também conhecido V8 Magnum. Turbo, propulsão híbrida e desligamento de cilindros é coisa para europeu...

 

2016 Dodge Viper ACR

 

O motivo para o encerramento da produção é comercial. Com vendas fracas e o espaço cada vez mais limitado para este tipo de carro no mercado (mesmo na América do Norte), a FCA optou por não dar seguimento ao carrão.  Ele sairá de cena depois de mais de 25 anos de serviços prestados ao mundo da velocidade. Sem deixar sucessor.

A lembrança mais próxima que fica no portfólio da FCA é o Challenger Hellcat, com seus 717 cv. Será ao menos um alento para os fãs mais aguerridos.

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande

Dodge Viper ACR 2016

Foto de: Drew Phillips