A PAL-V começa a entregar o Liberty Sport em 2018, mas já aceita encomendas. Versão mais barata custará US$ 399 mil

A era dos carros voadores começou. Não por conta dos muitos protótipos de que temos notícia por aí, mas sim por conta do início das vendas do primeiro deles, o PAL-V Liberty Sport. O modelo, fabricado pela PAL-V (Personal Air Land Vehicle), começou a ser vendido nesta segunda (13) por preços que vão de US$ 399 mil (algo em torno de R$ 1,244 milhão) a US$ 599 mil (cerca de R$ 1,87 milhão), para a versão inaugural, chamada de Pioneer Edition. Ela terá apenas 90 unidades produzidas e é, desde já, item de colecionador.

Leia também:

O PAL-V Liberty Sport é basicamente um girocóptero desmontável que pode rodar por ruas e estradas. No modo automóvel, ele tem 4 m de comprimento, 2 m de largura e 1,70 m de altura. O entre-eixos não é divulgado, provavelmente porque ele importa pouco na oferta de espaço: o PAL-V Liberty Sport leva apenas duas pessoas. Em terra, o carro voador chega a 160 km/h e vai de 0 a 100 km/h em menos de 9 s. Pesando apenas 664 kg sem passageiros e com um tanque de 100 litros, ele pode chegar a 1.315 km de autonomia e roda com gasolina de 95 octanas, 98 octanas ou Avgas.

No modo girocóptero, ele fica com 6,10 m de comprimento, 2 m de largura e 3,20 m de altura. As pás da hélice superior, abertas, têm um diâmetro de 10,75 m. Sua velocidade máxima no ar é de 180 km/h, com uma velocidade de cruzeiro de 140 km/h. Com uma pessoa só a bordo (e uma carga útil de 246 kg), ele pode percorrer 500 km. Com duas, a autonomia fica em 400 km. Sua altitude máxima de operação é 3.500 m.

PAL-V Liberty Sport flying car
PAL-V Liberty Sport flying car

O PAL-V Liberty Sport tem dois motores Rotax de 100 hp que movem exatamente as mesmas partes (em voo) e trabalham com um esquema de redundância. Se um dos dois falhar, o outro ainda consegue levar o girocóptero em segurança até o solo. A marca não informa, mas o motor responsável por mover o carro no asfalto (apenas um deles, mesmo) deve impulsionar as rodas de trás do veículo, deixando a dianteira apenas com a tarefa de esterçar. Para ter mais estabilidade, o PAL-V inclina nas curvas, assim como o Carver One, modelo com o qual o Liberty Sport também compartilha a nacionalidade holandesa.

 

 

O modelo atual é bem diferente do protótipo que foi testado no vídeo acima, também visível na foto abaixo.

 

PAL-V Liberty Sport flying car

 

Quem quiser reservar o seu terá de ter carteira de motorista e brevê para girocóptero. A empresa promete devolver o dinheiro dos clientes de países em que o Liberty Sport não for homologado para ambas as utilizações, mas parece confiante de que ele atenderá às normas da maioria dos países. Tanto que diz que reservas firmes só podem ser feitas por depósitos não-reembolsáveis em caso de desistência. Sorte àqueles que confiarem que a PAL-V vai realmente entregar seu carro voador em 2018. Talvez ela não seja necessária, mas é preciso ter um bocado de confiança na idoneidade da empresa para aceitar as condições que ela coloca.

Fotos: divulgação

 

Seja parte de algo grande