Substituto do VW CC é um cupê de 4 portas com pegada de fastback. E uma tremenda tampa traseira para confirmar

A primeira pergunta que todos fazíamos sobre o substituto do Volkswagen CC foi respondida. O novo Arteon é um belo carro, sem dúvida. Talvez não tanto quanto o primeiro CC, mas aí vai de gosto. As demais perguntas, fora preço, também são coisa do passado depois que a VW revelou suas fotos e informações técnicas, que desfiamos abaixo.

Leia também:

A Volkswagen dizia que o Arteon seria um fastback, mas não sabíamos se isso era um argumento para tentar diferenciá-lo, como a Ford fez com o Focus Fastback, ou se era algo tecnicamente defensável. Pois o novo cupê de 4 portas tem, na verdade, 5. O acesso ao porta-malas, de 564 litros, se dá por uma tampa traseira generosa. A empresa não divulgou nenhuma imagem da tampa aberta até agora, mas ela pode ser vista nesta foto da traseira do Arteon. Note o recorte acima da vigia.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

Construído sobre a arquitetura MQB, assim como Golf, Passat, Tiguan, Atlas e o futuro Polo, o Arteon tem 4,86 m de comprimento, 1,87 m de largura, 1,43 m de altura e um entre-eixos de 2,84 m. Com essas medidas, ele fica acima do Passat europeu, o mesmo que é vendido atualmente no Brasil e que tem 4,77 m de comprimento e entre-eixos de 2,79 m. O Arteon acomoda 5 passageiros.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

Baseado no Sport CoupéConcept GTE, também apresentado no Salão de Genebra, mas o de 2015, o Arteon se permite ousar além do que a estratégia de family face normalmente determina. Os faróis, totalmente de LED, se integram à grade frontal e ao capô. O novo estilo deve se tornar a assinatura dianteira dos futuros modelos da VW. Lembra a do Atlas, mas é mais original. Para quem gosta de carros com personalidade, a notícia merece comemoração. Palmas para Tobias Sühlmann, responsável pelo estilo do carro.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

Falando no capô, ele avança sobre os para-lamas dianteiros, formando uma capa sobre toda a parte dianteira do cupê de 5 portas. Normalmente, o capô fica acomodado entre os para-lamas. Ele deve ser uma peça pesada à beça se não for de alumínio ou algum outro material leve, além de contar com amortecedores para ser aberta. A Volkswagen não entra neste nível de detalhe.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

No interior, a palavra de ordem é sobriedade. Não se vê mais botões do que os que seriam necessários e o painel, apesar de parecer analógico, é o Active Info Display (ou Volkswagen Digital Cockpit, nos EUA), o Virtual Cockpit da Volkswagen. Em outras palavras, uma tela de TFT que projeta as informações, mas o motorista também pode optar pelo head-up display, que faz isso no para-brisa. O sistema de som Discover Pro tem uma tela de generosas 9,2", com comando por gestos.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

Produzido em Emden e com vendas na Alemanha previstas para meados de junho, o Arteon será oferecido em três versões: de entrada, Elegance e R-Line. Estes últimos respectivamente os carros prata e dourado que estão em nossa galeria. Um com foco em luxo e o outro, em esportividade.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

Todo Arteon traz partida e abertura do carro sem chave, lanternas de LED, maçanetas internas de aço inoxidável, bancos elétricos dianteiros com 6 ajustes, ar-condicionado digital e Driver Alert. O Elegance acrescenta capas de retrovisor cromadas, rodas de liga leve de aro 18", faixa cromada em toda a parte inferior, bancos dianteiros aquecidos e com revestimento de Alcantara e "Vienna", esguichos de para-brisa aquecidos e pedais com aparência de alumínio.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

O R-Line traz os mesmos itens do Elegance, mas se diferencia por as molduras das entradas de ar laterais dianteiras em "black piano", volante R-Line de couro, rodas escurecidas, saídas de escape cromadas e maçanetas de aço inox com o logo R-Line.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

Quanto aos motores, o Arteon terá 3 opções, duas delas com potências diferentes. A de entrada é o 1.5 TSI Evo, com 150 cv e câmbio manual de 6 marchas ou um DSG, automatizado de dupla embreagem, de 7. A topo de linha a gasolina é o 2.0 TSI, com 190 cv e câmbio DSG ou 280 cv e DSG com tração integral permanente, a 4Motion, na Volkswagen.

 

2018 VW Arteon is presented in Geneva

 

As opções diesel se resumem ao 2.0 TDI. O mesmo EA189 envolvido no Dieselgate, mas já sem o software enganador, tem 3 potências diferentes: 150 cv (com câmbio manual de 6 marchas ou DSG), 190 cv (mesmas opções de câmbio do anterior, com opção de 4Motion) ou 240 cv (exclusivamente com o DSG e com a tração integral permanente)

Fotos: divulgação

 

Seja parte de algo grande