Sedã compacto, com nome oficial já confirmado, foi flagrado pelo leitor Antonio Gannam

Nós já sabemos o nome dele: será Virtus. E não foi qualquer um que nos contou, mas sim o presidente do conselho de administração da Volkswagen, Herbert Diess, durante o Salão de Genebra. Com direito a imagem oficial e tudo. Foi uma confirmação de primeira linha ao que o pessoal da revista Motorshow, mais especificamente o mestre Douglas Mendonça, disse há alguns dias: por custo, o Polo terá o mesmo nome que tem na Europa. Não será Gol, como se pensava antes. E o sedã não se chamará Voyage nem Polo Sedan, mas Virtus. O flagrante, em altíssima qualidade, foi enviado para nós pelo leitor Antonio Gannam. 

Leia também:

A foto que Gannam fez estava tão boa que conseguimos dar zoom na traseira do sedã. A imagem original é essa que está aí embaixo.

VW Virtus é flagrado novamente

 

O Virtus é apontado por Diess como "nosso primeiro produto MQB para o Brasil feito para recuperar força na região". Em outras palavras, o primeiro modelo de alto volume feito sobre a plataforma modular. Na verdade, uma variação dela, a MQB A0, destinada a modelos compactos. O primeiro MQB A0 revelado ao mundo foi o Seat Ibiza, com um entre-eixos de 2,56 m, medida que tanto o Polo quanto o Virtus devem compartilhar.

 

VW Virtus é flagrado novamente

 

A se tomar o Ibiza por base, e devemos fazer exatamente isso, o Virtus deve vir com o motor 1.0 TSI. Ainda não sabemos com que potência, mas mais para os 125 cv do Golf do que para os 105 cv do up!, por conta da plataforma. É o que o Ibiza traz sob o capô. O motor 1.5 TSI de 150 cv deve ser reservado ao Jetta, talvez ao de nova geração, que estreia ainda este ano. O que deixa para o Virtus a opção de 1.6 MSI, com câmbio automático, transmissão que o Virtus 1.0 não deve oferecer. O Ibiza vem com manual de 5 ou 6 marchas e câmbio DSG de dupla embreagem, algo que o sedã compacto brasileiro não deve ter por questão de custo.

 

VW Virtus é flagrado novamente

 

A expectativa para a apresentação do Virtus é 2017, segundo o próprio Diess. Há gente cravando que sua produção começa no meio do ano, o que traria sua chegada às concessionárias para setembro, no máximo outubro. Se tudo correr como o planejado, algo que costuma ser a exceção, não a regra.

Se você vir algum carro camuflado, que chame a atenção, faça como o Antonio Gannam e mande para nós o flagrante. Você pode fazer isso pelo nosso Facebook ou pelo nosso formulário de contato.

Fotos: Antonio Gannam/reprodução

Seja parte de algo grande