Acha que o segmento de SUVs compactos já tem opções demais no Brasil? Pois veja o que estamos perdendo...

Se você acha que o segmento de SUVs compactos no Brasil já está ficando saturado de opções, é melhor mudar de opinião e dar uma olhada lá fora. No exterior, a categoria também vive um momento de forte expansão e abriga uma série de modelos (bem interessantes, inclusive) que não são oferecidos por aqui. Listamos abaixo 10 exemplos e arriscamos dizer que a maior parte deles seria muito bem-vinda no mercado nacional. Confira.

 

 

 

Leia também:

1. Acura CDX

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Você pode até desconhecê-lo por conta de seu visual exterior ser exclusivo e de o logotipo não corresponder ao de nenhuma marca vendida por aqui. Mas não se engane: o CDX é uma versão de luxo do HR-V feita pela Acura, divisão premium da Honda. Lançado em abril de 2016 no Salão de Pequim, ele tem motor 1.5 turbo de 182 cv (olha o que o HR-V Touring devia ser...) e câmbio automatizado de dupla embreagem com 8 marchas. Briga diretamente com Mercedes-Benz CLA e Audi Q3, com preços entre US$ 38 mil e US$ 46 mil na China. A Honda prometeu trazer a Acura ao Brasil em 2014, mas a crise econômica, o super IPI para importados e a alta do dólar atrapalharam os planos. 

2. Audi Q2

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Caçula de linha de SUVs "Q" da Audi, o Q2 foi apresentado há exatamente 1 ano na edição passada do Salão de Genebra. É montado sobre a plataforma modular MQB e mede 4,19 m de comprimento, 1,79 m de largura e 1,5 1m de altura, com 2,60 m de entre-eixos. Sob o capô, tem motores 1.0 TFSI de 116 cv, 1.4 TFSI de 150 cv e 2.0 TFSI de 190 cv, além de opções turbodiesel. Além da Europa, é vendido em países vizinhos do Brasil, como Colômbia e Argentina. O desembarque por aqui, porém, é mais do que incerto: é improvável, por custo. Ele competiria com o Q3 fabricado no Brasil.

3. Buick Encore

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Assim como o Acura CDX, o Buick não deixa de ser conhecida dos brasileiros. Debaixo da carroceira exclusiva e do emblema da divisão premium da General Motors, o modelo tem a mesma plataforma do Chevrolet Tracker - recém-reestilziado aqui no Brasil. É equipado com o mesmo motor 1.4 turbo do irmão, mas com duas opções de potência: 140 cv e 20,4 kgfm ou 158 cv e 24,4 kgfm. Entre os equipamentos, destaque para o sistema multimídia IntelliLink com tela de 8" e Apple CarPlay/Android Auto, além de OnStar e 4G LTE com WiFi.

4. Fiat 500X

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Irmão de plataforma do Jeep Renegade, o Fiat 500X já foi bastante cogitado para o Brasil, mas sempre teve seu lançamento nacional negado pela marca. Tem estilo mais urbano, com linhas inspiradas no hatch retrô 500 e apelo mais "chique" em relação ao irmão da Jeep. A lista de motores inclui as opções 1.6 de 110 cv, 1.4 MultiAir de 170 cv e 2.4 Tigershark de 182 cv, além dos diesel 1.3, 1.6 e 2.0. A FCA acreditava que o modelo poderia canibalizar as vendas do Renegade se fosse vendido aqui. Por isso, preferiu não trazê-lo.

5. Infiniti QX30

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Menor dos crossovers produzidos pela divisão de luxo da Nissan, o QX30 é baseado na plataforma MFA da Mercedes-Benz - a mesma que serve ao Classe A e ao GLA. Na prática, ele é um médio, mas o fato de ser derivado de um hatchback (o Classe A) nos fez incluí-lo aqui. Foi desenvolvido para brigar com Audi Q3 e BMW X1, e ao mesmo tempo atingir o público das gerações X e Y, na faixa dos 20 a 45 anos (idades de aproximadamente 80% dos consumidores deste segmento). É equipado com motor 2.0 turbo de 211 cv e câmbio DCT de dupla embreagem e 7 marchas. A Nissan até ensaiou trazer a Infiniti oficialmente ao Brasil em 2012, mas os planos não vingaram.

6. Kia KX3

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Desenvolvido na China, o SUV KX3 é uma das grandes promessas da Kia para o Brasil. O Stonic, que será um produto mundial, deverá se basear nele. E será produzido no México junto com o sedã Cerato e a nova geração do compacto Rio, usando a plataforma PB. Enquanto ele não chega, usamos o KX3 como referência. Sob o capô, o modelo chinês oferece três opções de motorização: 1.6 aspirado de 125 cv, 1.6 turbo de 160 cv e 2.0 aspirado de iguais 160 cv. O câmbio pode ser manual, automático (sempre com 6 marchas) ou ainda DCT de dupla embreagem e 7 marchas, no caso da versão turbo.

7. Mazda CX-3

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Baseado na plataforma do Mazda2, o interessante CX-3 é o caçula da linha de SUVs da fabricante japonesa, composta ainda pelos intermediários CX-4 e CX-5 e pelo grandalhão CX-9. Ele chama a atenção pelo design bem acertado e alinhado com a filosofia Kodo, trazida em 2010 pelo conceito Shinari. Na Europa, o modelo é vendido com motores SkyActivG 2.0 de 120 cv ou 165 cv e SkyActivD 1.5 diesel de 105 cv. O câmbio poder ser manual ou automático, sempre com 6 marchas. Tração integral é opcional. A Mazda também planejou voltar ao Brasil, mas assim como Acura e Infiniti, a estratégia não seguiu adiante.

8. Nissan Juke

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Adepto do estilo "ame-o ou odeie-o", o Juke também já foi prometido para o Brasil. Em 2015, por exemplo, a Nissan anunciou em alto e bom som que iria lançá-lo por aqui, mas já se passaram 2 anos e tudo não passou apenas de promessa. É um dos grandes sucessos comerciais da marca na Europa e se destaca principalmente pelo estilo diferenciado - tanto do exterior quanto da cabine. É vendido com motores 1.2 e 1.6 a gasolina (ambos turbinados) e 1.5 a diesel. Tem até uma versão Nismo, com visual preparado e interessantes 200 cv. No Brasil, seria uma alternativa mais descolada ao Kicks.

9. Opel Mokka

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Gêmeo alemão do Buick Encore, o Opel Mokka também é derivado do mesmo projeto que deu origem ao nosso conhecido Chevrolet Tracker. Reestilizado no ano passado, é um dos grandes sucessos comerciais da fabricante germânica na Europa. Como no irmão norte-americano, é equipado com os sistemas OnStar e IntelliLink - este responsável pela integração com o Apple CarPlay e Android Auto. A lista de motores inclui três opções: 1.4 turbo com 140 cv ou 152 cv e 1.6 turbodiesel de 136 cv.

10. Toyota C-HR

10 SUVs compactos não vendidos no Brasil
10 SUVs compactos não vendidos no Brasil

Mais um produto da Toyota a apresentar a plataforma modular TNGA (que está também no Prius e no Camry), o C-HR é aguardado para o Brasil em 2018. Já está à venda nos Estados Unidos e na Europa, sendo oferecido em versões híbrida e tradicional a combustão. Mede 4,36 m de comprimento, 1,80 m de largura, 1,57 m de altura, 2,64 m de entre-eixos e, dependendo do mercado, por vir equipado com motores 1.2 turbo de 115 cv, 1.8 híbrido com ciclo Atkinson de 122 cv (potência combinada com motor elétrico) e 2.0 aspirado de 144 cv - o mesmo do Corolla vendido por aqui. É um dos primeiros frutos da nova safra de veículos "descolados" da marca.

Fotos: divulgação/arquivo Motor1.com

Seja parte de algo grande