Pensando num mercado "mais barato", grupo pode comprar marca da PSA

Recém comprada pelo Grupo PSA, a Vauxhall já tem comprador de olho em seu precioso mercado. Braço da Opel no Reino Unido, ela responde por 250.000 carros por ano na região, e isso atraiu a atenção de outra empresa britânica: a Jaguar Land Rover.

Ex-propriedade da Ford e atualmente pertencente à Tata Motors, a Jaguar Land Rover é um dos casos de "salvação" mais famosos da década. Ao dobrar as vendas desde 2008, quando foi vendida para o grupo indiano, chegou aos 538.312 veículos em 2016. Mas a nova meta é mais complicada: 1 milhão de carros por ano.

Leia também:

Segundo a Automotive News, o interesse da JLR na Vauxhall é explicado pelo desejo de atuação em novos segmentos, menos luxuosos, aproveitando o conhecimento que os engenheiros estão adquirindo com a Tata Motors. Com isso, evitam "queimar" o nome Jaguar e Land Rover com veículos mais baratos e que atendem um novo segmento de público. 

 

2018 Land Rover Range Rover Velar: Live

 

Mesmo os novos modelos, como o Range Rover Velar e uma versão menor do Evoque, ainda não serão suficientes para atingir a meta. Para 2017, são esperados 600.000 carros das marcas Jaguar e Land Rover vendidos no mundo. Para a PSA, a Vauxhall só seria uma "fonte de gastos", já que o maior interesse estava na Opel e seus 1 milhão de carros vendidos mundo afora. 

A PSA terá, com a Opel, soluções em plataformas, motores e componentes, além de um importante reforço nas vendas. Segundo a publicação, a Vauxhall apenas daria custos para a produção e desenvolvimento de modelos específicos para o mercado britânico. E é neste ponto que a negociação com a JLR poderá interessar ao grupo francês, que ainda poderá vender Opel no Reino Unido. 

 

Seja parte de algo grande