Até a "bancada" de testes de motor da Bugatti é melhor do que a das meras fabricantes de carros comuns...

Carros extremos exigem testes extremos. Mas carros extremos custam uma fortuna. Pegue o exemplo do Bugatti Chiron, que custa a bagatela de 2,4 milhões de euros. E imagine que um protótipo deste hipercarro, ainda sem as vantagens de custo que a produção em série proporciona, sai ainda mais caro. A solução é ter uma "bancada de testes" de motor móvel, como a que você pode ver no vídeo acima.

Leia também:

Este aparelho seria usado por muitos fabricantes de modelos esportivos para testar como os motores se comportarão em uma pista. São avaliados aspectos como a lubrificação dos componentes, submetidos a subidas e descidas bruscas, e também a refrigeração. A ideia é testar o motor exaustivamente em condições semelhantes às que ele enfrentaria nas pistas. No caso deste vídeo compartilhado por James Mills no Twitter, o circuito em questão é nada menos do que Nürburgring Nordschleife, o palco mais usado para avaliar o quanto um carro é bom de desempenho.

 

A dança do motor W16 de 8 litros com quatro turbos é hipnotizante, não é? Imagine-o com o carro todo em volta, em um lugar como o circuito alemão e com a capacidade de atingir até 450 km/h... Todo e qualquer teste é mais do que válido. Mesmo os mais extravagantes, como os deste vídeo.

Fotos: reprodução

Seja parte de algo grande

Bugatti Chiron