Hamilton é vítima de estratégia ruim da Mercedes e vê Ferrari começar na frente. Prova deixa a desejar na ação de pista

A atual tricampeã Mercedes deu de presente para a Ferrari a vitória na abertura da temporada de 2017 da Fórmula 1. Sebastian Vettel, que não vencia desde o GP de Cingapura de 2015, retornou neste domingo (26) ao lugar mais alto do pódio no GP da Austrália. Foi a 43ª vitória de Sebastian na F1.

Saindo de segundo, o piloto viu Lewis Hamilton parar nos boxes para seu único pit stop da prova na volta de número 17. Na saída, o britânico foi segurado pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull. Perdendo pouco mais de três segundos para Vettel, Lewis não conseguiu manter a ponta quando o alemão entrou nos boxes seis voltas depois.

Após isso, Hamilton viu o tetracampeão abrindo e teve de se defender dos ataques tímidos do companheiro Valtteri Bottas, que finalizou em terceiro. Kimi Raikkonen foi o quarto e Max Verstappen ficou em quinto.

Felipe Massa fez corrida satisfatória. Ele ganhou o sexto lugar de Romain Grosjean na largada e se manteve na posição até o fim da prova, conseguindo bons pontos para a Williams.

A prova ficou devendo no lado das ultrapassagens. O que se temia na pré-temporada, de que os carros não conseguissem se seguir de perto devido à maior pressão aerodinâmica, se concretizou. A prova não teve muita ação, apesar da troca na liderança.

O dia foi ruim para o torcedor australiano. Daniel Ricciardo, que trocou o câmbio antes da largada devido a um acidente sofrido no Q3 da classificação, viu sua Red Bull ficar presa na sexta marcha e teve problemas antes mesmo da largada. Ele ainda largou dos boxes duas voltas depois, mas não pôde almejar nada na corrida. Ele abandonou na volta 28.

A corrida

As posições permaneceram inalteradas após a largada. O único incidente da primeira volta foi na curva 3, envolvendo Marcus Ericsson e Kevin Magnussen. O top-5 era Hamilton, Vettel, Bottas, Raikkonen e Verstappen. Massa ganhou o lugar de Grosjean e foi para sexto.

Nas primeiras voltas, a corrida não teve ação. Os carros continuaram nas mesmas posições, com pouquíssimas alterações.

Sétimo, Grosjean acabou abandonando a prova na volta 15 com problemas de motor após parar nos boxes.

Hamilton foi o primeiro dos ponteiros a parar na volta 17. Ele retornou em quinto e perdeu tempo atrás do holandês Max Verstappen, que tinha o ritmo um pouco pior. Massa parou na volta 20 e retornou em sétimo.

Vettel parou na volta 23 e retornou à frente da briga entre Hamilton e Verstappen. O erro estratégico da Mercedes deu a liderança a Vettel, que com as paradas de Bottas e Raikkonen, assumiu o primeiro lugar.

Hamilton foi ficando com o passar das voltas. Com o distanciamento de Vettel, Bottas foi se aproximando do inglês. No entanto, o finlandês jamais chegou perto para atacar o parceiro.

Ocupando o décimo lugar até a parte final da prova, Alonso foi obrigado a abandonar no fim com problemas de suspensão.

A próxima etapa acontece no dia 9 de abril, na China.

 GP da Austrália
 Pos. Piloto Equipe Tempo Pts.
01  S. Vettel Ferrari 57 voltas 25
02  L. Hamilton Mercedes +9.9 18 
03  V. Bottas Mercedes +11.2 15 
04  K. Räikkönen Ferrari +22.3 12 
05  M. Verstappen Red Bull +28.8 10 
06  F. Massa Williams +83.3
07  S. Pérez Force India + 1 volta
08  C. Sainz Toro Rosso + 1 volta
09  D. Kvyat Toro Rosso + 1 volta
10  E. Ocon Force India + 1 volta
11  N. Hülkenberg Renault + 1 volta  
12  A. Giovinazzi Sauber + 2 voltas  
13  S. Vandoorne McLaren + 2 voltas  
   F. Alonso McLaren Abandonou  
   K. Magnussen Haas Abandonou  
   L. Stroll Williams Abandonou  
   D. Ricciardo Red Bull Abandonou  
   M. Ericsson Sauber Abandonou  
   J. Palmer Renault Abandonou  
   R. Grosjean Haas Abandonou

Fotos: Motorsport

Seja parte de algo grande

GP da Austrália de 2017