Modelo será apresentado sob a marca Skoda e com motorização elétrica

Pronto para fazer sua estreia pública em abril no Salão de Xangai, o Skoda Vision E será o jeito de anunciar os "impulsos verdes" da Skoda (marca tcheca do Grupo VW) para os próximos anos. Ele tomará a forma de um SUV cupê de cinco portas com design bem agressivo - embora só tenhamos esboços do projeto e todos sabemos que estes costumam ser mais atraentes do que a coisa real.

Leia também:

Chamam a atenção os balanços dianteiro/traseiro bem curtos, as típicas rodas grandes que você encontra na maioria dos conceitos recentes e a falta de uma coluna B convencional. Graças à boa distância entreeixos de 2.850 mm, o Vision E tem como objetivo fornecer um interior espaçoso, como se espera de um Skoda. O estilo pode ser uma amostra do que está por vir, tanto quanto um Kodiaq Coupe, que já foi confirmado para estrear em 2019, ao menos na China.

No coração do showcar estará um conjunto propulsor totalmente elétrico com potência total de 300 cv, proporcionando ao SUV cupê uma velocidade máxima de 180 km/h. A Skoda não falou sobre a aceleração de 0 a 100 km/h, mas menciona que o conceito “acelera instantaneamente e dinamicamente”. Ela detalha ainda que o veículo possui configuração de tração integral e vem com uma bateria de íon-lítio que garante autonomia suficiente para 500 quilômetros. 

 

2017 Skoda Vision E Concept

 

Além da sinalização das intenções 'elétricas' da marca, o Vision E também antecipa os sistemas de Condução Autônoma da Skoda, com o carro sendo inteligente o suficiente para rodar por conta própria na cidade e nas rodovias. A marca tcheca menciona os computadores de bordo, sensores e câmeras que trabalham juntos para permitir ao veículo executar manobras de ultrapassagem, bem como manter-se na sua pista e desviar. Não só isso, mas o SUV cupê pode encontrar uma vaga de estacionamento vazia, ocupá-la, e depois sair sem qualquer interferência humana.

Um modelo de produção que chegará antes do primeiro 100% elétrico da Skoda será o carro-chefe Superb, que está destinado a receber um trem de força plug-in híbrido em 2019. Um ano depois, um 100% elétrico será feito sobre a nova plataforma MEB do Grupo Volkswagen. Em meados da próxima década, a Skoda terá um total de cinco modelos totalmente elétricos à venda em vários segmentos.

Imagens: divulgação

Seja parte de algo grande