Nelsinho explicou ocasião em que fez desenho de Ayrton Senna e o entregou a Bruno, sobrinho do tricampeão

A quinta-feira é o dia do tradicional TBT (Throwback Thursday), quando os usuários das redes sociais publicam fotos ou vídeos relembrando fatos marcantes da vida. As principais estrelas do esporte a motor normalmente tentam relembrar seus grandes triunfos ou fatos marcantes. Mas, neste dia 30 de março, Bruno Senna aproveitou a ocasião e postou um desenho feito e entregue por Nelsinho Piquet, fazendo alusão a uma vitória de seu tio Ayton Senna em Mônaco, 1993.

 

O desenho, com algumas colagens, foi feito quando Nelsinho tinha apenas 8 anos. O brasileiro campeão da primeira edição da Fórmula E explicou em que ocasião decidiu homenagear um dos principais rivais de seu pai.

"Foi um desenho que fiz quando era novo e mesmo não tendo crescido próximo às corridas, eu, por algum motivo, talvez pelo sangue, sempre fui apaixonado pelo automobilismo, por fotos e adesivos de carros. Minha mãe sempre colecionava revistas e livros porque ela sabia que eu iria gostar. Eu tinha mania de recortar figuras dessa coleção e ela ficava p... da vida comigo."

"Sobre esse adesivo (do Senna), acredito que a minha mãe tinha uma imagem do carro de todos os pilotos e acabei fazendo esse desenho. Me lembro de ter visto um outro menino fazer um parecido, colocando objetos no papel, e eu tentei copiar. Não ficou muito bom, mas para um garoto de 8 anos, ficou OK."

Piquet também falou como foi a entrega do desenho a Bruno. "Eu estava fazendo a mudança, dos Estados Unidos, voltando para Mônaco, achei o desenho, trouxe para a Europa e entreguei ao Bruno. Acreditei que seria uma recordação legal para ele guardar. Agora sou vizinho dele, somos companheiros de equipe neste ano, achei legal poder entregar a ele."

Uma das maiores rivalidades da história da Fórmula 1 era entre os dois brasileiros tricampeões mundiais, mas Nelsinho faz questão de demonstrar como este quadro mudou, pontuando que a briga nos dias de hoje é outra.

"Sei que nossas famílias têm uma grande rivalidade, mas nossa geração não passou por isso e muita gente sabe que as minhas rivalidades são com outros nomes", completou.

Fotos: arquivo pessoal de Bruno Senna

Seja parte de algo grande