Modelo mais vendido da marca no país começa a ser feito na fábrica de Resende (RJ)

Lançado no Brasil em meados de 2016 e atualmente o carro chefe da marca no país, o Nissan Kicks, até então importado do México, começou a ser produzido no complexo industrial de Resende (RJ). Fruto de um investimento de R$ 750 milhões, a produção nacional do SUV conta com novos equipamentos na linha de produção e mais de 700 trabalhadores treinados para a nova tarefa.

Leia também:

"A produção do Nissan Kicks em Resende é o resultado da união da grande capacidade profissional dos nossos funcionários com o que há de mais moderno em termos de tecnologias e processos de produção", afirma Hitoshi Mano, vice-presidente de Manufatura da Nissan América Latina.

A unidade de Resende (RJ) recebeu mais de 150 novos equipamentos e novas áreas na linha de produção e na inspeção de qualidade especificamente para atender ao Nissan Kicks brasileiro.

 

Nissan Kicks na fábrica de Resende

 

O processo de pintura conta com um sistema automatizado sustentável em que são utilizados 10 robôs de alta tecnologia e também operadores especializados. Entre os novos processos, destaque para a pintura em dois tons, com o teto flutuante e de cor diferente do restante da carroceria, chamada de "2-tone".

Inaugurado em abril de 2014, o Complexo Industrial da Nissan em Resende conta com cerca de 1.800 funcionários e produz os modelos Nissan March, Nissan Versa e, a partir desta semana, o Nissan Kicks, além dos motores 1.0 12V e 1.6 16V, tanto para o mercado interno quanto para exportação. A capacidade total é de até 200 mil veículos e 200 mil motores por ano. 

 

captur x kicks

Mercado

Em um mês de crescimento do mercado sobre o mesmo período ano anterior, algo que não acontecia desde dezembro de 2014, a Nissan se destacou entre as montadoras. Com 8.676 unidades emplacadas em março (aumento de 70,4% em relação a fevereiro), a marca japonesa foi campeã de crescimento no top 10 e desbancou a Jeep, conquistando o 9º lugar - a produção nacional do Kicks deve ajudar a melhorar ainda mais os resultados da marca.

Com o início da produção brasileira, e uns dois meses de prazo para abastecer as concessionárias, espere pelo lançamento do Kicks nacional, também em versões mais baratas, por volta de junho.

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande