Acordo vai permitir ao vizinho exportar mais de 100.000 veículos com tarifa zero

Dando sequência ao plano para ampliar seu comércio externo, a Argentina assinou um acordo de livre comércio com a Colômbia. Com isto, o nosso vizinho poderá exportar um total de até 100.000 veículos com imposto "zero" ao país andino durante os próximos 4 anos. O acordo prevê cotas que crescem ao longo dos anos, chegando a 42.000 unidades por ano em seu 4º ano de vigência. Somada às quantidades permitidas nos anos anteriores, chega-se ao total de 100.000 carros.

Leia também:

A imprensa argentina destaca a importância do acordo dentro do contexto de recuperação da indústria local e também como forma de compensar a queda nas exportações para o Brasil. Ainda não foram revelados os modelos que serão exportados/importados com a vigência do novo tratado. 

 

Chevrolet Sonic 2017

Descontinuado no Brasil, o Sonic reestilizado é um dos modelos vendidos na Colômbia

Membro da Comunidade Andina, bloco econômico que também integra Bolívia, Peru e Equador, a Colômbia se consolida como o terceiro maior mercado da América do Sul, ficando atrás de Brasil e Argentina. O país conta com as linhas de montagem da General Motors, Toyota, Renault e Mazda (picapes). 

Brasil

De acordo com informações recentes da agência Reuters e também da Anfavea, o Brasil está na fase final de negociações de um acordo nos mesmos moldes com a Colômbia. O tratado entrará em vigor em 2018 e vai permitir que veículos e autopeças vindos daquele país entrem no Brasil isentos dos 30% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), além dos 35% de imposto de importação. Deste modo, os produtos colombianos receberiam o mesmo tratamento dado a produtos vindos da Argentina, algo que teria ajudado a dar andamento ao acordo de livre comércio.

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande