Associação que reúne fabricantes de motos divulga os resultados do primeiro trimestre de 2017

Em coletiva realizada nesta quarta-feira (12), a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) divulgou os resultados referentes ao mercado duas rodas no primeiro trimestre de 2017. Nesses três meses, foram produzidas 231.381 motos, número que representa leve alta de 1,6% se comparado ao mesmo período do ano passado, quando 227.626 unidades deixaram as fábricas.

 

Abraciclo abril 2017

 

Falando somente do mês de março, o mês fechou com elevação de 22,4% em relação a fevereiro, com 82.416 motos produzidas. Vale lembrar, porém, que fevereiro teve quatro dias úteis a menos, em virtude do Carnaval. Mesmo assim, março de 2017 registrou crescimento de 2,3 % na comparação com o mesmo mês de 2016.

Nas vendas no atacado (das fábricas para as concessionárias), o resultado deste ano se mantém estável sobre 2016: 215.820 motos comercializadas no primeiro trimestre deste ano, contra 215.372 no ano passado. Em março, as vendas de motos chegaram a 80.372 unidades, o que significou alta de 17,7% sobre fevereiro, mas uma baixa de 3,8% em relação a março de 2016.

Já nas vendas no varejo (para o consumidor final), o mercado segue caindo. Com 210.970 unidades vendidas de janeiro a março, o volume é 12,1% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado. O resultado de março (82.879) também é 8,9% pior que o do mesmo mês do ano passado.

Abraciclo abril 2017
Abraciclo abril 2017

Deste modo, o setor segue cauteloso e manterá as previsões para 2017, quando pretende produzir 2,5% a mais que em 2016, mas vender 1,1% a menos - o saldo positivo para as fabricantes deverá ficar por conta das exportações, cujo aumento previsto chega a 57,6%.  

Neste cenário ainda delicado, um segmento que vem se destacando é o das scooters. Segundo a Abraciclo, a categoria somou um total de 11.664 unidades no primeiro trimestre - um crescimento de 74,4% sobre 2016. Hoje, as scooters já representam 5,4% do mercado duas rodas brasileiro. E esse número deverá aumentar nos próximos anos.

Vendas janeiro a março de 2017 (variação sobre 2016)

1) Honda - 177.974 (-2,7%)

2) Yamaha - 27.726 (+29,8%)

3) Dafra - 2.972 (+49,2)

4) Suzuki - 1.830 (-39,9%)

5) BMW - 1.773 (N/D)

6) Harley-Davidson - 1.146 (%29,1)

7) Kawasaki - 1.123 (-26,9%)

8) Triumph - 921 (+1,9%)

9) Ducati - 267 (-27%)

10) Indian - 88 (N/A)

Fonte: Abraciclo

Seja parte de algo grande