Além do March, Versa e Kicks, planta produz os motores 1.6 e 1.0 dos modelos

Por muito tempo, a Nissan dividiu a fábrica de São José dos Pinhais (PR) com a Renault. Em 2014, a marca japonesa inaugurou seu Completo Industrial em Resende (RJ) com a produção do compacto March, já reestilizado, e que até então era importado do México.

 

Leia também:

Ao mesmo tempo, era iniciada a produção dos motores 1.6 e 1.0. Em 2015, o Versa também deixou de ser importado e passou a ser produzido no Complexo, também com reestilização, acompanhando o March. O último investimento, de R$ 750 milhões, deu origem ao Kicks nacional, que chega às lojas em breve. Com isso, o SUV ganhará versões mais baratas e equipadas com câmbio manual. 

 

Nissan Kicks na fábrica de Resende

 

"Além de todos os recursos tecnológicos, um grande diferencial é o forte investimento no treinamento de nossos funcionários. Isto se reflete na qualidade dos nossos produtos. Temos em Resende processos de produção que estão entre os mais bem avaliados em todas as unidades da Nissan no planeta", disse Hitoshi Mano, vice-presidente de Operações e Manufatura da Nissan do Brasil

Atualmente, o complexo conta com 1.800 funcionários e cerca de 115.000 carros produzidos para abastecer o mercado nacional e países como Argentina, Bolívia, Chile, Costa Rica, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai.

Fotos: divulgação

Seja parte de algo grande