Chamado envolve 17.057 unidades, produzidas na Argentina entre 2011 e 2012

A Volkswagen do Brasil anuncia nesta terça-feira (2) a realização de um recall envolvendo 17.057 unidades da picape Amarok. Produzidos na Argentina entre 2011 e 2012, os exemplares convocados estão equipados com um software capaz de mascarar os reais índices de poluição emitidos pelo motor 2.0 turbodiesel - manobra que deu origem ao mundialmente conhecido Dieselgate.

Leia também:

O reparo, explica a marca, consiste na atualização do referido software para conformidade com as obrigações legais. O serviço começa a ser feito a partir desta quarta-feira (3), mediante agendamento prévio, e leva cerca de 30 minutos para ser concluído. Informações adicionais estão disponíveis pelo telefone 0800 019 8866 ou por meio do site da marca.

 

Comparativo - Chevrolet S10 High Country, Nissan Frontier LE 4x4 e Volkswagen Amarok Extreme

 

O caso foi anunciado no Brasil em outubro de 2015, mas desde então a Volkswagen trava uma disputa com autoridades brasileiras para provar que "o software não altera os níveis de emissões das picapes Amarok comercializadas no mercado brasileiro". Testes realizados pelo Ibama, porém, comprovam a existência da fraude e foram usados como base para a aplicação da multa de R$ 50 milhões, reiterada agora em março.

A Volkswagen entrou com recurso, mas seguiu a determinação do órgão sobre a realização do chamado.

Chassis envolvidos

 Amarok

  • 2011 - BA000257 até BA000338
  • 2011 - B8000200 até B8082605
  • 2012 - CA001950 a CA026145

Fotos: divulgação 

Seja parte de algo grande