Anúncio deve acontecer na abertura do Salão de Buenos Aires, em junho

Se em 2015 vimos um Salão de Buenos Aires sem muitas novidades e refletindo a situação econômica do país, a edição de 2017 promete ser bem diferente. Além de diversos lançamentos - importantes inclusive para o Brasil - Mauricio Macri, presidente da Argentina, deverá anunciar uma medida positiva para os carros elétricos, híbridos e movidos a hidrogênio na abertura do evento. Segundo o Autoblog Argentina, que teve acesso aos documentos, o decreto eliminará o imposto sobre os veículos com formas alternativas de combustível, atualmente em 35%.

Leia também:

A "pegadinha" é que a medida será válida apenas para as fabricantes com presença oficial no país, não para meras importadoras. Também estão fora do acordo os carros pequenos (menos de 400 kg sem as baterias e 15 kW de potência) e os citycars. 

Alguns modelos já estão homologados no país vizinho, como o Nissan Leaf e o Renault Kangoo Z.E, mas estão esperando justamente este decreto para começarem a ser vendidos. O decreto tem duração de 36 meses, com possibilidade de prorrogação, e a previsão é que ele beneficiará pelo menos 9.000 unidades.

No Brasil

Em 2015, o Brasil já reduziu a alíquota do imposto de importação para veículos híbridos (com motores até 3.0). Hoje, eles pagam de 0 a 7%, dependendo da cilindrada e da eficiência energética. O imposto sobre carros elétricos com autonomia a partir de 80 km já foi zerada por estas bandas. 

Fonte: Autoblog Argentina

Seja parte de algo grande